Casa dos Estudantes do Império homenageada em Coimbra

Out 27, 2014

PartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

CasaEstudantes doImpério
A homenagem realiza-se no dia 28 de outubro pelas 9 horas, no Auditório da Reitoria da UC

A UCCLA (União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa) vai promover, no próximo dia 28 de outubro, terça-feira, uma grande homenagem à Casa dos Estudantes do Império (CEI), na cidade de Coimbra, Portugal. O evento, que decorrerá no Auditório da Reitoria da Universidade de Coimbra (sito na Rua Larga), terá início às 9 horas.

A sessão de abertura será feita pelo Embaixador Dr. Murade Murargy, Secretário-Executivo da CPLP, Prof. Doutor João Gabriel Silva, Magnífico Reitor da Universidade de Coimbra, representante do presidente da Câmara Municipal de Coimbra, Bruno Matias, presidente da Associação Académica de Coimbra, Dr. Fernando Martinho, representante dos associados da Casa dos Estudantes do Império e o Dr. Vítor Ramalho, Secretário-Geral da UCCLA.

O debate, que terá como tema “A importância da CEI na formação cultural dos seus associados”, contará com intervenções de Jorge Querido, Manuel Rui Monteiro, Maria Eugénia Neto, Pires Laranjeira, Manuel Alegre, Luís Fonseca, Óscar Monteiro, Pepetela, Ruy Mingas e Almeida Santos.

Durante a sessão, terá ainda lugar a cerimónia de adesão formal da cidade de Mbanza Kongo à UCCLA, com a presença do Governador Provincial do Zaire, Eng.o José Joana André «Joanes». Com a documentação do debate será distribuída uma pen que conterá, entre outros elementos, os nomes da esmagadora maioria dos associados da CEI – recolha que acontece pela primeira vez.

A CEI foi criada em 1944 e extinta em 1965, pelo regime anterior, para acolher jovens universitários, para estudar em Portugal, vindos das ex-colónias portuguesas. A propósito do 70.o aniversário da CEI, a UCCLA vai homenagear esses jovens com um conjunto de iniciativas com início a 28 outubro e que se estenderá até maio de 2015.

A Casa dos Estudantes do Império foi um espaço que albergou muitas figuras e personalidades da independência e da cultura, dirigentes e intelectuais dos nossos países de expressão portuguesa, como: Amílcar Cabral (fundador do PAIGC), Pedro Pires (ex-Presidente de Cabo Verde), Agostinho Neto (líder do MPLA e ex-Presidente de Angola), Lúcio Lara (Comandante-Geral das FAPLA), Pepetela (escritor angolano), Manuel Pinto da Costa (ex-Presidente de São Tomé e Príncipe), Joaquim Chissano (ex-Presidente de Moçambique), Francisco Tenreiro (poeta de São Tomé e Príncipe), Alda Lara (poetisa angolana) e tantos outros.

O conjunto de iniciativas de homenagem à CEI decorrerá na cidade de Lisboa, de janeiro a maio, onde serão realizadas várias mesas redondas sobre a importância da CEI, a reedição do número especial da “Mensagem”, uma exposição documental nos Paços do Concelho da Câmara Municipal de Lisbooa e um Colóquio Internacional sobre a CEI, no auditório da Fundação Calouste Gulbenkian, nos dias 22,23 e 25 de maio.

Serão também reeditadas as Antologias de poesia de Angola/São Tomé Príncipe e Moçambique, bem como o 1.o livro de 23 que serão encartados, semanalmente, a partir de 31 de outubro no semanário SOL.

A sessão solene de encerramento deste vasto programa contará com a presença de associados da CEI que exerceram funções de Primeiros-Ministros ou Presidentes da República, como Fernando França Van Dúnem (Angola), Joaquim Chissano (Moçambique), Maria Eugénia Neto, em representação de Agostinho Neto (Angola), Mário Machungo (Moçambique), Miguel Trovoada (S. Tomé e Príncipe), Pascoal Mocumbi (Moçambique), Pedro Pires (Cabo Verde) e ainda Jorge Sampaio (Portugal).

 

Programa Homenagem CEI

Mais informações aqui.

 

(Texto: União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa)

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »