Aluno da FCTUC distinguido na Croácia

Set 5, 2018

PartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Certificado_melhor_comunicação oral
Fotografia: © DR

Álvaro Manuel Monge Calleja, aluno de doutoramento da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), foi distinguido no 22nd European Meeting of the Paleopathology Association, que decorreu em Zagreb, Croácia.

O estudante do Departamento de Ciências da Vida (DCV) da FCTUC venceu o prémio “melhor comunicação oral” com o trabalho intitulado “Diaphysometaphyseal pathological deformations and extracortical porosity in infants from the Discalced Trinitarian Convent, Madrid (Spain)”.

Durante a escavação no Convento das Trinitárias Descalças, em Madrid, aquando da pesquisa para identificar os vestígios humanos do escritor espanhol Miguel de Cervantes, «foi identificada uma cripta local de inumação de crianças. O estudo paleopatológico, que incluiu análises macroscópica, radiológica, microscópica e química de 12 esqueletos de crianças com idade à morte inferior a um ano, permitiu identificar lesões causadas por infeções como, por exemplo, sífilis congénita, e doenças metabólicas (por exemplo, escorbuto, raquitismo)», explica  Álvaro Monge Calleja.

Atendendo «às precárias condições de vida existentes nas grandes cidades europeias nos séculos XVIII/XIX (insalubridade, dieta deficiente, sobrelotação), a coexistência destas patologias não pode ser descartada. Os estudos antropológicos contribuem assim para o melhor conhecimento da saúde infantil», nota o aluno da FCTUC.

O trabalho apresentado no encontro europeu tem como coautores Berta Martínez, Luis Ríos, Maria Paz de Miguel, Francisco Etxebarria, Almudena García-Rubio e Ana Luísa Santos.

 

Cristina Pinto

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »