A Universidade com os olhos virados para o universo

Jan 11, 2016

Cerimónia de inauguração realizou-se durante a tarde de 8 de janeiro

PartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

“A Ciência é um farol para o nosso futuro.” E a Universidade de Coimbra (UC) tem um novo farol para as estrelas. Em Santa Clara, o Observatório Geofísico e Astronómico da UC (OGAUC), tem agora mais dois edifícios abertos ao público. E nem a chuva afastou os muitos que quiseram vir celebrar a inauguração da nova Cúpula Astronómica Calouste Gulbenkian e do novo Planetário.

“Está reforçada a função científica da UC”, afirmou o presidente da Fundação Calouste Gulbenkian durante a cerimónia. Augusto Santos Silva sublinhou que a UC “tem um papel muito relevante naquela que é a maior conquista das políticas públicas neste século” que, na opinião do antigo presidente do Conselho Geral da UC, “é o salto enorme que o país deu no Ensino Superior e na investigação”. Quanto às novas casas do OGAUC, Santos Silva destaca a importância da “investigação e sensibilização de todos para a ciência e para o universo”. “Estou certo que vai ser um grande êxito e todos vamos beneficiar muito por vir a estas casas, que hoje ficam muito valorizadas”, sublinha.

Não é todos os dias que se recuperam cúpulas astronómicas

Também presente na cerimónia esteve o vogal da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC). Para Jorge Brandão, a inauguração das novas cúpulas “é sempre extremamente gratificante e honroso”. De acordo com o responsável “tratou-se de um projeto relevante relacionado com a divulgação da ciência”. “É nosso desejo que o OGAUC possa desempenhar um papel relevante junto da população de Coimbra e da região centro e junto das camadas jovens”, continua Jorge Brandão. “Esperamos que este passe a ser um equipamento que passe a atrair os jovens para o conhecimento e para a ciência”, afirma.

“Não é todos os dias que se recuperam cúpulas astronómicas”, referiu o reitor da UC. João Gabriel Silva apresentou o desafio que foi o projeto, adiantando que “nos últimos tempos, tem havido uma preocupação muito grande de recuperar espaços perdidos”. No caso em particular do OGAUC não foi “uma obra trivial”, porque acaba por trazer “não só a observação”, como também “permite fazer alguma ciência” e permite ainda “fazer muita ligação à comunidade”. Assim, João Gabriel Silva espera que, no futuro, se consiga “dar uso pleno” às novas estruturas.

A inauguração da nova Cúpula Astronómica Calouste Gulbenkian e do Planetário realizou-se a 8 de janeiro.

As primeiras atividades já estão marcadas. A 13 de janeiro, quarta-feira, a partir das 18h30 vai ter lugar a primeira observação noturna na cúpula astronómica, se o tempo o permitir. Todas as informações sobre as visitas ao planetário podem ser encontradas na página do OGAUC.

 

Imagens da inauguração da nova Cúpula Astronómica e Planetário”:

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »