Faculdades de Letras, Direito e Ciências e Tecnologia com novos professores catedráticos

Jul 30, 2019

A tomada de posse dos seis docentes da FCTUC, FDUC e FLUC teve lugar na Sala do Senado.

PartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someone

catedraticos UC KP2019
Jorge Dias, Jónatas Machado, Aroso Linhares, Marta Teixeira Anacleto, João Gouveia Monteiro e Margarida Sobral Neto.
Fotografia: © UC | Karine Paniza

A Sala do Senado recebeu a cerimónia de tomada de posse de novos professores catedráticos da Universidade de Coimbra (UC). Jorge Dias, da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), Jónatas Machado e José Manuel Aroso Linhares, da Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra (FDUC), e Marta Teixeira Anacleto, João Gouveia Monteiro e Margarida Sobral Neto, da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC).

Os agradecimentos multiplicaram-se nos discursos assim como o “sentimento de dever cumprido”, sublinhou Margarida Sobral Neto que não deixou de referir o sentimento também de “reconhecimento pelo mérito de uma carreira que já vai longa”. A docente aproveitou para “agradecer pelas oportunidades, desafios e exigências” que se foram apresentando ao longo do percurso. “Assinar como professor catedrático é como receber uma estrela Michelin”, brincou João Gouveia Monteiro. No entanto, lembrou que, tal como a classificação de excelência no mundo da gastronomia, também a responsabilidade para a UC “é preciso manter”. “Após 41 anos como professor, 37 dos quais ao serviço da UC”, o docente destacou “um sentimento da mais profunda gratidão”.

espero que saiam daqui mais motivados para a UC ser mais forte e ir mais longe

Marta Teixeira Anacleto destacou a importância de “um olhar plural” no caminho. “O estudo das letras, na sua transversalidade intrínseca, é estruturante e fundamental para que se mantenha intacta a liberdade do pensamento universitário”, acrescentou a docente da FLUC. “É uma honra para mim estar aqui”, adiantou também Jorge Dias. O docente da FCTUC deixou o desafio de “incentivar para a pesquisa” já que, na sua opinião, “uma escola já não é conhecida apenas por dar aulas”. Jorge Dias mostrou-se disponível para ajudar no futuro da UC, aconselhando para a necessidade de “treinar os investigadores não só para fazer o conhecimento mas também para que este traga alguma vantagem”.

Da FDUC, Jónatas Machado deixou o “desejo que a nossa universidade seja movida por inteligência e que as decisões sejam tomadas de forma a serem boas para a UC, para as suas pessoas, para a sociedade”. Já Aroso Linhares referiu “momentos da vida que se sentem como uma passagem” e não quis deixar passar o momento para um “agradecimento e reconhecimento profundos” a quem o acompanhou.

O Reitor da UC, Amílcar Falcão, sublinhou a importância do momento como um dos principais na carreira de um docente: “o doutoramento a agregação e o dia da tomada de posse como professor catedrático são momentos bonitos”. O responsável deixou a promessa de que, até 2023, a Universidade teria 50 por cento de “professores associados e catedráticos. Estamos no caminho certo”. “Fico muito feliz por partilhar estes momentos convosco e espero que saiam daqui mais motivados para a UC ser mais forte e ir mais longe”, concluiu o Reitor.

 

Veja fotografias da cerimónia aqui:

Cerimónia de assinatura de contrato de Professores Catedráticos da FCTUC, FDUC e FLUC

 

Marta Costa e Karine Paniza

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »