Oito anos de Museu da Ciência

Dez 8, 2014

PartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

“São oito anos a produzir divulgação de ciência num espaço fantástico da Universidade de Coimbra (UC)”, afirma Paulo Gama Mota. De acordo com o diretor do Museu da Ciência os oito anos serviram para “construir um centro de divulgação e criação de cultura científica de grande valor e de grande qualidade”. A 5 de dezembro assinalaram-se os oito anos do museu, com várias atividades e novos desafios para o futuro.

A missão que estamos a tentar cumprir está a ser bem conseguida

Ao longo do tempo, o Museu da Ciência da UC percorreu um trajeto “de grande reconhecimento”. “Reconhecimento por parte dos nossos visitantes e por parte da sociedade em geral”, acrescenta. Mas para Paulo Gama Mota, “uma das coisas mais significativas é sentir que os nossos visitantes vêm e voltam a vir”. O retorno de visitantes várias vezes ao longo dos oito anos de existência significa, para o diretor, que o Museu da Ciência “é uma coisa que os satisfaz e que lhes diz muito”. Ao mesmo tempo, o Museu sente “que a missão que estamos a tentar cumprir está a ser bem conseguida”, adianta Paulo Gama Mota.

As comemorações do oitavo aniversário do Museu da Ciência incluíram a apresentação do livro “Jardins de Cristais, Química e Literatura”, de Sérgio Rodrigues, um espetáculo de ciência ao vivo e um momento musical pelo Quarteto Santa Cruz com a mezzosoprano Joana Neto. Atualmente no Museu da Ciência é possível visitar a exposição permanente “Segredos da Luz e da Matéria” e, até 5 de janeiro, o projeto “Saúde Mental e Arte”, que mostra diferentes expressões artísticas da autoria de pessoas com problemas de saúde mental.

 

Imagens das comemorações do oitavo aniversário do Museu da Ciência:

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »