Pavilhão Eng. Jorge Anjinho apresentado ao público

Jul 11, 2018

Espaço, localizado no centro da cidade, vai receber os EUG Coimbra 2018, com as modalidades de ténis de mesa e futsal.

PartilheShare on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Email this to someone

Pavilhão Jorge Anjinho MC2018
Fotografia: © UC | Marta Costa

Assumido como “um dia histórico” pelas diversas entidades presentes no evento, a apresentação pública do Pavilhão Eng. Jorge Anjinho teve lugar a 11 de julho, quarta-feira. Para o presidente da Direção-geral da Associação Académica de Coimbra (DG/AAC), Alexandre Amado, a cerimónia pública serviu como “re-inauguração” de um espaço que “vai servir a AAC, as secções, mas também a cidade de Coimbra”. O dirigente estudantil recordou algumas das intervenções feitas, por exemplo ao nível dos balneários, nave principal e condições do piso, iluminação e pintura. O pavilhão, localizado na Solum, no centro da cidade é agora, de acordo com Alexandre Amado, “um espaço de cara lavada, com melhores condições”.

Para já, e durante os Jogos Europeus Universitários – European Universities Games (EUG) Coimbra 2018, que arrancam no domingo, 15, vão decorrer já as competições de ténis de mesa e futsal. “A partir da próxima época, em setembro”, o presidente da DG/AAC confia que esteja tudo a funcionar na plenitude.

Apresentação Pavilhão Eng. Jorge Anjinho

Presentes na cerimónia estiveram outras entidades também envolvidas no processo que possibilita a gestão do espaço, por parte da AAC  para os próximos 25 anos. O vice-presidente da Associação Académica de Coimbra – Organismo Autónomo de Futebol, Miguel Correia, defendeu a “forma digna de dar vida e reabilitar o pavilhão” e, assim, “devolver o pavilhão à cidade”. Também o vice-reitor da Universidade de Coimbra, Amílcar Falcão, realçou a importância do envolvimento dos estudantes para o sucesso do modelo de Coimbra no desporto universitário. “Desejo que seja um projeto ganhador, vencedor, para a AAC, para os estudantes e para a cidade”, referiu.

Augusto Baganha é presidente do Instituto Português do Desporto e da Juventude. É também o padrinho da missão portuguesa nos EUG Coimbra 2018. Quanto às infraestruturas como o Pavilhão Eng. Jorge Anjinho, o responsável afirma representarem “muito para a academia, para a cidade e para o País. Representam muito pelo legado que deixam”. Ideia também partilhada pelo vice-presidente da Câmara Municipal de Coimbra, Carlos Cidade, que para além de legado, sublinha a importância da preservação do mesmo a longo prazo: “É preciso que cada um que utilize o pavilhão, sinta que aquilo é seu, e é preciso preservá-lo”.

Saiba mais sobre o projeto do pavilhão aqui.

 

Marta Costa

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »