a carregar...

Equipa internacional liderada pela Universidade de Coimbra analisa pela primeira vez a geologia do planeta vermelha utilizando métodos idênticos aos usados na Terra. O estudo, coordenado pelo investigador David Vaz, do Centro de Geofísica da UC, permitiu verificar que os movimentos das falhas tectónicas de Marte são muito maiores do que se pensava.

Redes Sociais

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


*

« »

oo