A mobilidade como ferramenta “determinante” para a formação nas Instituições de Ensino Superior

Abr 11, 2019

Projeto Realise está na fase final e foi apresentado no Auditório da Reitoria da UC. No âmbito do programa, vai ser lançado um manual de boas práticas.

PartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someone

Realise 2019 MC
Fotografia: © UC | Marta Costa

“A formação e a capacidade de networking são determinantes” na Universidade de Coimbra (UC). As palavras são do Vice-Reitor da UC António Figueiredo durante a abertura do seminário nacional do projeto Realise. Para o responsável, “a capacidade [da UC] de instruir e de formar o pessoal técnico pode passar também pela mobilidade”. António Figueiredo revelou ainda que “é intenção da UC usar a mobilidade como instrumento decisivo nas várias áreas” e o projeto Realise veio “lançar sementes” para esse futuro.

O auditório da Reitoria da UC recebeu o seminário que é “uma divulgação a nível nacional do projeto”. Com a duração de três anos, o Realise entra agora na fase final, explica Filomena Marques de Carvalho. A chefe da Divisão de Relações Internacionais (DRI) da UC conta que o estudo partiu de “uma base de oscultação de mais de seis mil pessoas, que responderam a questionários para saber o que podia ser melhorado na mobilidade de pessoal e a partir daí construir instrumentos e ferramentas que possibilitam as Instituições do Ensino Superior melhorar esta atividade”.

Com base nesses instrumentos, o grupo de trabalho criou “um manual de boas práticas, que vai ser fundamental para ajudar as instituições a melhorar os processos de mobilidade”, considera Filomena Marques de Carvalho. Ao mesmo tempo, são feitas “recomendações ao nível da motivação e reconhecimento”. Na UC, com base no projeto Realise, já são reconhecidas algumas iniciativas de mobilidade como acções de formação. O próximo passo, para a responsável da DRI, passa por “sensibilizar as autoridades ao nível nacional e internacional”.

 

Marta Costa e Karine Paniza

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »