a carregar...

Alerta para a preservação da fertilidade em mulheres com doença oncológica

Nov 20 • Sem comentários em Alerta para a preservação da fertilidade em mulheres com doença oncológica

PartilheShare on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Email this to someone

hospital pediatrico CHUC
Centro de Preservação da Fertilidade está localizado no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra
Fotografia: © UC | Marta Costa

“A divulgação de informação para que mais mulheres tenham a oportunidade de decidir em relação ao seu futuro reprodutivo antes de iniciarem os seus tratamentos oncológicos” é fundamental para Cláudia Melo, estudante de doutoramento da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra (FPCE-UC) que, com o projeto “Preservação da Fertilidade em Mulheres com Doença Oncológica” recebeu recentemente o prémio Ideia Puzzle 2014.

A relevância do projeto é muito grande pelo seu enorme impacto clínico

A fertilidade em mulheres com doença oncológica envolve “uma tomada de decisão complexa em particular nas mulheres”, explica Teresa Almeida Santos, orientadora do projeto. “Engloba a compreensão dos fatores individuais e contextuais que determinam esta decisão”, continua a também diretora do Centro de Preservação da Fertilidade e do Serviço de Reprodução Humana do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC). De acordo com Teresa Almeida Santos, torna-se por isso “essencial para melhorar o apoio que é prestado a estas doentes motivadas para manterem um plano B futuro para a sua parentalidade biológica, numa fase já conturbada pelo diagnóstico de uma doença oncológica”.

“Uma vez que o número de doentes oncológicos em idade reprodutiva e sem filhos ser cada vez maior”, refere Maria Cristina Canavarro, a relevância do projeto “é muito grande pelo seu enorme impacto clínico”. A docente da FPCE-UC e também orientadora do projeto de doutoramento de Cláudia Melo afirma ainda que o trabalho tem uma maior importância “pela sua atualidade, dado que acompanha as investigações mais recentes internacionais na área”.

No Centro de Preservação da Fertilidade dos CHUC, a meta é também “desenvolver cada vez mais ferramentas para ajudar a divulgar a informação e para ajudar a esclarecer este tipo de informação junto das doentes e dos restantes profissionais de saúde”, sublinha Cláudia Melo. “Como a investigação e a área clínica andam sempre ligadas, o meu papel de investigadora é também de colaboradora, a partir da unidade de Intervenção Psicológica da Maternidade Daniel de Matos sou também colaboradora do Centro de Preservação de Fertilidade do Serviço de Reprodução Humana do CHUC”, explica Cláudia Melo.

Para saber mais sobre o Prémio Ideia Puzzle veja aqui

 

 

Cláudia Melo é estudante de doutoramento da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra (FPCE-UC). Trabalha como investigadora no Centro de Investigação do Núcleo de Estudos e Intervenção Cognitiva e Comportamental da FPCE-UC, na linha de investigação das relações desenvolvimento e saúde que “já tem uma história larga de projetos na área da saúde reprodutiva”, explica. Recentemente, o seu trabalho “Preservação da Fertilidade em Mulheres com Doença Oncológica” recebeu o prémio Ideia Puzzle 2014.
O “prémio foi muito desafiante” porque coloca “21 questões acerca do projeto, questões muito mais conceptuais e filosóficas, que um projeto na área da saúde normalmente não está preparado para responder”, conta Cláudia Melo. De acordo com a investigadora, receber o Ideia Puzzle 2014 “foi uma autêntica surpresa”.

Redes Sociais

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


*

« »

oo