a carregar...

“É a primeira biblioteca universitária com esta distinção”. A Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra (BGUC) foi confirmada com a Marca do Património Europeu / European Heritage Label (MPE) e “passa a ser uma biblioteca de projeção europeia”, afirma José Bernardes.

Para o diretor da BGUC, a confirmação feita por “um painel de prestigiados especialistas internacionais” vem confirmar o que “já pensávamos”. A distinção chega como “uma força e um orgulho muito grandes”. “A biblioteca realmente tem aqui dentro boa parte da cultura portuguesa”, continua José Bernardes. “Mas que tenha sido reconhecido por um painel que tinha a sua frente muitas outras candidaturas, representou para nós um alento e uma força enormes”, reflete.

 

 

A Marca do Património Europeu surge no emprenho da comunidade europeia “em fazer realçar instituições que tenham dado contributo para a construção de uma cultura europeia”. É uma iniciativa que tem como objetivo principal conferir visibilidade aos sítios patrimoniais que celebram e simbolizam a integração, os ideais e a história da Europa. O diretor da BGUC sublinha que a cultura europeia já não é apenas a soma das culturas nacionais. “Representa também qualquer coisa que transforma essa mesma soma. E a BGUC é, a partir de agora, uma parcela importante dessa soma”.

Para além da BGUC, a Carta de Lei da Abolição da Pena de Morte, original conservado na Torre do Tombo, em Lisboa, foi a outra marca portuguesa distinguida como MPE. No total foram 16 os sítios europeus distinguidos em 2014.

A cerimónia de entrega das MPE para 2014 terá lugar em Bruxelas, na Biblioteca Solvay, a 16 de abril de 2015.

 

Redes Sociais

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


*

« »

oo