Carreira de estudante atleta em debate na UC

Set 13, 2018

Museu da Ciência da UC recebe cerca de uma centena de peritos internacionais que vão debater o tema durante três dias.

PartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Carreira Dual conferência
Fotografia: © UC | Karine Paniza

“As ambições que temos e as exigências são cada vez maiores, por isso temos de tentar juntar as coisas – tanto as atividades desportivas como académicas. É um desafio, mas é por isso que aqui estamos. Se fosse fácil, não seria interessante”. Foi assim que o reitor da Universidade de Coimbra (UC) caraterizou a necessidade atual de promoção das carreiras duais dos estudantes atletas no ensino superior. João Gabriel Silva afirma que a UC “está a tentar oferecer aos estudantes todos os mecanismos necessários para ajudar” ao sucesso nos dois níveis – tanto desportivo como académico. “Estou satisfeito com o progresso que temos conseguido alcançar”, sublinha.

Com mais de 20 nacionalidades representadas, o congresso European Athlete Student – Dual Carreer Network permite uma aprendizagem e partilha de boas práticas sobre a carreira dual. “É necessário encontrar estratégias e definir políticas para que as duas áreas [escola-universidade e treino] não se prejudiquem e possam coabitar de forma adequada. Não é somente criar as condições físicas, também é fundamental aprendermos com os outros, e é isso o que este congresso nos permite”, afirma o diretor da Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da UC (FCDEFUC), António Figueiredo.

Até 14 de setembro, debate-se a carreira dual na UC, evento, que vai na 15.ª edição e acontece no Museu da Ciência da UC. Num ano em que, após a organização dos Jogos Europeus Universitários, para António Figueiredo “tudo isto resulta de uma alteração de paradigma em relação ao desporto universitário”. A UC vai “tendo consciência da posição estratégica que tem geograficamente, do conjunto de infraestruturas desportivas de eleição ao seu redor” e, ao mesmo tempo, do “papel determinante” que tem com “uma faculdade capaz e competente para fazer o controlo e monitorização do treino”, afirma o diretor da FCDEFUC.

 

Marta Costa

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »