Coimbra é oficialmente o coração do desporto universitário

Jul 16, 2018

Cerimónia de Abertura Jogos Europeus Universitários

PartilheShare on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Email this to someone

Com a mensagem de que seja um momento “inspirador” para o futuro, os Jogos Europeus Universitários – European Universities Games (EUG) Coimbra 2018 foram declarados oficialmente abertos. O Pátio das Escolas foi o local escolhido para a cerimónia de abertura que reuniu muitos dos atletas, árbitros e entidades envolvidas na organização do evento.

Coube ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa abrir oficialmente os EUG Coimbra 2018, não sem antes deixar quatro ideias. Após as boas-vindas à Universidade de Coimbra (UC) e a Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa espera que todos “aproveitem ao máximo a fantástica estadia” no País, e que “sejam um exemplo da cultura universitária e dos valores olímpicos”. No final, o Presidente da República deseja que “os jogos, Coimbra e Portugal” não sejam esquecidos pelos participantes.

“É fantástico que uma universidade consiga realizar um evento internacional [como os Jogos Europeus Universitários] com um orçamento tão baixo”, sublinhou o reitor da UC, João Gabriel Silva. Com os EUG Coimbra 2018, a Universidade aproveitou a “oportunidade de renovar o complexo desportivo que vai agora estar pronto para as próximas décadas como um legado duradouro”. “Os jogos são uma forte declaração de compromisso da UC enquanto universidade global”.

A ligação entre os estudantes e a universidade foi destacada durante todos os discursos da noite. O presidente da Associação Académica de Coimbra sublinhou a importância, em Coimbra, dos estudantes “não serem apenas utilizadores, mas sempre parceiros”. O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, acrescenta ainda que, com exemplos como os EUG Coimbra 2018, é possível perceber “o valor da carreira dual”. “Vocês [participantes] estarem aqui já é uma vitória inspiradora”.

“Foi um sonho de muita gente trazer os jogos para Coimbra e foi necessário o trabalho de muita gente para o fazer. Hoje temos muito orgulho de estar na cidade que respeita as tradições dos estudantes e ao mesmo tempo sabe olhar para o futuro”, acrescentou o presidente da EUSA, Adam Roczek.

A cerimónia contou ainda com o juramento do atleta, feito pela judoca atual campeã universitária e estudante da Faculdade de Medicina da UC, Catarina Costa, e juramento do árbitro, feito por Ricardo Santos, um dos primeiros árbitros oficias de basquetebol 3×3 formado meses antes dos EUG Coimbra 2018.

Durante o desfile das bandeiras, foram apresentadas as 295 instituições de ensino europeias que participam na competição. Quanto à missão portuguesa, o presidente da FADU, Daniel Monteiro recorda que são “23 clubes, cerca de 500 estudantes de 72 delegações e 13 instituições” o que a torna “a maior missão portuguesa de sempre em competições internacionais”.

 

Marta Costa e Karine Paniza

 

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »