Festa do Cinema Francês de regresso a Coimbra

Out 11, 2018

A 19.ª edição regressa ao TAGV com uma semana de programação dedicada ao cinema francês.

PartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Festa do Cinema Francês 2018 MC2018
Cristina Robalo Cordeiro e Fernando Matos Oliveira apresentaram a programação da 19.ª Festa do Cinema Francês.
Fotografia: © UC | Marta Costa

Está de regresso a Portugal a Festa do Cinema Francês. Na 19.ª edição, são mais de 40 filmes que vão ser exibidos em dez cidades. Coimbra não é exceção e junta-se para “uma semana de festa”. “Vamos ter dez filmes, três para a juventude, com mais de uma dezena de escolas confirmadas e mais de 1500 inscritos”, realçou durante a apresentação do programa Cristina Robalo Cordeiro, da Alliance Française.

“O desafio está em continuar”, afirma o diretor do Teatro Académico de Gil Vicente (TAGV), Fernando Matos Oliveira, onde, mais uma vez, a Festa se realiza em Coimbra. “O cinema francês é, em si mesmo, uma cultura, um marco que tem atraído público”, afirma o responsável.

De todos os ciclos de cinema que apresenta, é a Festa do Cinema Francês aquele que mais tem atraído público ao TAGV. De acordo com Fernando Matos Oliveira, os números de edições anteriores mantêm-se entre os três e os cinco mil espetadores. O TAGV tem “uma ambição grande e um desejo nítido de chegar a mais pessoas e a pessoas diferentes”, adianta.

“Somos a segunda cidade que mais frequenta a Festa do Cinema Francês”, a seguir a Lisboa, revela Cristina Robalo Cordeiro. “Só posso desejar que o público venha e continue a vir para se divertir e se instruir com o cinema francês”, conclui.

“A programação em si é feita para esses olhares múltiplos e diversos que são as da festa, a inserção dessa realidade dos costumes, da família e do amor”, acrescenta o diretor do TAGV.

Da programação de Coimbra, destaque para as temáticas “que abordam as questões da vida quotidiana, dos nossos dias”, continua Cristina Robalo Cordeiro. Desde filmes que tratam “de uma mãe solteira em Marrocos, à questão das barrigas de aluguer de uma perspetiva pouco habitual”, exemplifica. Das animações, viradas para o público escolar, a responsável destaca Ernest Et Célestine en Hiver, “um clássico que é uma animação deliciosa”.

Mais informações sobre a 19.ª Festa do Cinema Francês aqui.

 

Texto: Marta Costa
Vídeo: Karine Paniza e Marta Costa

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »