Museu de Anatomia Patológica aberto durante a Semana Cultural

Mar 17, 2015

PartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Museu Anatomia Patológica
As visitas ao Museu de Anatomia Patológica são feitas às terças e quintas à tarde, por marcação
Fotografia: © UC | Marta Costa

A Anatomia Patológica é “uma área da medicina onde lidamos com o diagnóstico de doenças”, afirma Lina Carvalho, responsável pelo Museu de Anatomia Patológica (MAP) da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (FMUC). No fim do século XIX, aquando da criação do museu, o acervo começou a ser colecionado num edifício junto ao elevador do mercado, conta a docente da FMUC. “Era o laboratório de Anatomia Patológica e foi aí que tudo começou”. Hoje, o MAP encontra-se no edifício da FMUC no Pólo1 da Universidade de Coimbra e é, “em área e apresentação de exemplares, o maior da Europa”. Com cerca de três mil exemplares, o MAP abre as portas durante os meses de março e abril – durante a Semana Cultural da UC – para visitas.

podemos continuar estudos científicos modernos e atuais com estes exemplares

“As peças foram coletadas para o MAP desde o fim do século XIX, início do século XX, até aos anos 80 – as últimas peças que aqui estão já são dos anos 80, coleccionadas por Renato Trincão, o último diretor do Museu”, explica Lina Carvalho. Os exemplares já se encontram “grosseiramente fotografados e catalogados pelos alunos da FMUC”, revela a responsável. A docente mostra que é através desse trabalho que se faz “uma aproximação da quantidade de amostras viáveis para estudos seguintes”, “já que podemos continuar estudos científicos modernos e atuais com estes exemplares”, acrescenta.

 

 

No entanto, o MAP “não é o que está em melhor estado de visita”. Isto porque, de acordo com a responsável, “ainda não dispõe de um catálogo e da identificação simples e fácil das peças cirúrgicas e das peças em exposição, que será o passo seguinte”. “Estamos numa tentativa de o reabilitar para o público”, refere Lina Carvalho.

Durante a Semana Cultural da UC, o MAP está aberto mas não ao público em geral. “Se nós temos aqui doenças, temos órgãos, temos também muitas fotografias e muitas imagens de doenças, e não podemos ter este museu aberto ao público em geral”. Lina Carvalho sublinha que “está aberto a público selecionado”, mediante marcação.

 

Conheça as condições para visitar o Museu de Anatomia Patológica aqui:

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »