Obras de recuperação em São Marcos apresentadas à comunidade

Fev 14, 2019

PartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Igreja São Marcos 02 MC2019
Luís Filipe Menezes, Vítor Murtinho e Luís Neves durante a apresentação da obra.
Fotografia: © UC | Marta Costa

Foi apresentado o novo rosto dos edifícios da Igreja e Claustros do Palácio de São Marcos. As obras de recuperação terminaram e foram muitos os que quiseram ver o resultado.

“O que foi recuperado foi a parte patrimonialmente mais relevante”, recordou o reitor da Universidade de Coimbra (UC), João Gabriel Silva, ao referir a classificação do espaço como Monumento Nacional, o que possibilitou a candidatura da obra a fundos de financiamento. Agora, “está recuperado e pronto para mais um século”, continua o reitor, sublinhando que, “naturalmente, o Palácio de São Marcos é bastante maior e ainda há muita coisa a fazer”.

Igreja São Marcos MC2019

Para João Gabriel Silva, “para além de ser patrimonialmente muito relevante”, a obra tem ainda a vantagem de “dar mais uma ajuda no que foi um dois objetivos destes dois mandatos: de que o Palácio gere receita suficiente para as despesas correntes, isto é, de funcionamento”.

O reitor da UC espera que, no futuro, este seja um passo importante para “atingir o equilíbrio”.

“A UC desenvolveu um projeto de recuperação, conservação, manutenção extraordinária, que no fundo é recuperar o edifício, reabilitá-lo e valorizá-lo”, continua Fernando Marques, um dos responsáveis pelo projeto. Apenas a Igreja e o Claustro tiveram financiamento por causa da candidatura específica. Mas, “dado que o palácio está encostado na igreja, podemos fazer algumas intervenções aí, para enquadrar corretamente a Igreja”, explica.

Saiba mais sobre a intervenção aqui.

 

Marta Costa e Karine Paniza

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »