Orfeon Académico de Coimbra assinala 135 anos de existência

Out 29, 2015

O programa das comemorações foi apresentado no Café Santa Cruz

PartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Olhar o passado mas ter sempre os olhos postos no futuro. Criado em 1880, o Orfeon Académico de Coimbra (OAC) está de parabéns. As comemorações arrancam hoje, 29 de outubro, dia em que se assinalam os 135 anos do primeiro ensaio.

Durante um ano, o OAC vai “oferecer à cidade” uma visão diferente do Organismo Autónomo da Associação Académica de Coimbra (AAC). De acordo com Nuno Candeiras, representante da comissão dos 135 anos do OAC, pretende-se “fazer algo que seja bom, não apenas para os orfeonistas, mas também para a cidade”. Das várias atividades previstas, destaque para 7 de dezembro, onde se vai realizar um “grande concerto na Sé Velha”, desvenda Nuno Candeias: “vamos cantar o Messias, de Handel”. Também durante a Semana Cultural, o representante da Comissão dos 135 anos do OAC revela que está reservada a encenação da Via Sacra, a “Via Crucis” de Franz Listz.

“Quisemos dinamizar a música e chamar jovens e futuros maestros e compositores através de novos desafios”, conta o responsável. “Temos um concurso de composição coral, com um júri já definido, e um curso de regência”. Para este último, Nuno Candeias explica que “qualquer pessoa ligada à música pode aprender mais sobre como ser maestro ou como gerir um coro”. Quanto à peça vencedora do concurso, o OAC espera produzi-la em setembro.

 

 

 

Nuno Candeias destaca ainda uma outra iniciativa que “começou como o evento Serenatas Na Rua”, e que o OAC está a estudar a hipótese de se inserir no projeto Sons na Cidade. “O que foi pensado com um cariz mais pequeno e que está a tomar outras proporções, o que para nós é muito bom” refere. “Com todas estas sinergias e todos os parceiros que aceitaram o nosso desafio”, Nuno Candeira considera que o OAC está a conseguir programar várias atividades não apenas para este ano mas também para o futuro.

Para o final das comemorações, a 29 de outubro de 2016, vai acontecer “um grande concerto de encerramento, uma missa em honra dos orfeonistas que já faleceram e um jantar de gala”.

A abertura oficial das comemorações dos 135 anos do OAC realizou-se a 29 de outubro, no Café Santa Cruz.

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »