Os estudantes da Universidade de Coimbra (UC) envolvidos na iniciativa UC.Plantas devolveram à terra as plantas que haviam adotado no início do ano letivo. A quinta do Palácio de São Marcos recebeu as atividades de reflorestação e de controlo de espécies invasoras e limpeza de resíduos vegetais. Recorde-se que aquele espaço sofreu estragos provocados por um incêndio florestal e pela passagem da tempestade Leslie.

Tudo começou no início do ano letivo 2017/18: como parte das atividades de receção dos novos estudantes, os alunos foram convidados a adotar e cuidar, durante o ano letivo, de uma planta da flora nativa do territorial nacional (carrasco, carvalho negral, medronheiro, pilriteiro, pinheiro manso, sobreiro, tramazeira e zêlha), sob supervisão do Jardim Botânico da Universidade de Coimbra. A iniciativa de promoção da biodiversidade – denominada UC.Plantas, sob o lema ‘saber plantar o futuro’ – repetiu-se no arranque de 2018/19 (até ao momento foram mais de 800 os alunos que aceitaram o desafio).

A ideia final do projeto é colocar as plantas num local que seja necessário reflorestar e devolvê-las ao solo.

 

Veja aqui o registo fotográfico da iniciativa:

 

UC. Plantas em São Marcos

 

 

Mais informações sobre o projeto UC.Plantas disponíveis aqui.

 

Notícia relacionada: Plantas adotadas pelos estudantes da Universidade de Coimbra vão replantar quinta do Palácio de São Marcos

 

François Fernandes e Milene Santos

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »