Prémio Universidade de Coimbra atribuído a Carlos Moedas

Fev 7, 2020

PartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Carlos Moedas JJN_2361
Fotografia: © DR

O engenheiro civil, economista e político Carlos Moedas é o vencedor do Prémio Universidade de Coimbra (UC), anunciou, esta sexta-feira, o Reitor Amílcar Falcão, em conferência de imprensa. O galardão vai ser entregue a 1 de março, na sessão solene comemorativa do 730.º aniversário da UC.

Nascido em Beja, em 1970, Carlos Manuel Félix Moedas é Licenciado em Engenharia Civil pelo Instituto Superior Técnico, tem um MBA pela Harvard Business School e fez carreira como economista. No entanto, após ter sido Secretário de Estado Adjunto do Primeiro-Ministro no XIX Governo Constitucional (2011-2014), foi como Comissário Europeu para a Investigação, Inovação e Ciência (entre 2014-2019) que se distinguiu nos últimos anos, influenciando claramente o panorama do ensino superior em Portugal e em todo o continente.

“Numa altura em que a Universidade de Coimbra é líder nacional nas áreas da investigação e da inovação, ocupando o lugar cimeiro entre todas as instituições e empresas portuguesas, quer no número de patentes submetidas, quer na captação de fundos europeus ao abrigo do Horizonte 2020, a escolha só poderia recair numa personalidade que se notabilizou enquanto embaixador das políticas públicas de ciência na Europa. O Carlos Moedas representa, de forma clara, a imagem e a estratégia da Universidade de Coimbra”, afirma o Reitor.  “O legado deixado por Carlos Moedas – de contributo inequívoco para o necessário salto nas condições para a Europa fazer novas descobertas científicas – justifica plenamente esta escolha unânime por parte do júri”, acrescenta Amílcar Falcão.

A construção de uma rede europeia pró-inovação, investigação e ciência foi um dos marcos do seu mandato, permitindo alcançar um recorde financeiro para a Investigação e a Inovação no programa Horizonte Europa 2021-2027. Atualmente, Carlos Moedas é Administrador Executivo da Fundação Calouste Gulbenkian, Membro do Conselho de Administração do Instituto Jacques Delors, Membro do Conselho Consultivo da Iniciativa “Futuros da Educação” da UNESCO e Membro do Conselho Consultivo do projeto Reimagine Europa.

Instituído em 2004, e contando atualmente com o patrocínio do Santander Universidades e o apoio do Jornal de Notícias, o Prémio UC – no valor de 25 mil euros – distingue anualmente uma personalidade de nacionalidade portuguesa que se tenha afirmado por uma intervenção particularmente relevante e inovadora nas áreas da cultura ou da ciência.

O júri do Prémio é presidido pelo Reitor da UC e tem como vice-presidentes Inês Oom de Sousa (administradora do Banco Santander-Totta) e Domingos de Andrade (diretor do Jornal de Notícias). Nesta edição participaram como vogais Catarina Resende de Oliveira (Universidade de Coimbra), Conceição Bento (Escola Superior de Enfermagem de Coimbra), Cristina Canavarro (Universidade de Coimbra), Esmeralda Dourado (TAP Air Portugal), João Gabriel Silva (Universidade de Coimbra), José Cardoso Bernardes (Universidade de Coimbra), Rui Santos Ivo (Infarmed) e Teresa Mendes (Universidade de Coimbra/ Instituto Pedro Nunes).

Mais informações e a lista dos vencedores das edições anteriores do Prémio Universidade de Coimbra estão disponíveis em http://www.uc.pt/premiouc.

Veja algumas fotos do evento:

Prémio Universidade de Coimbra atribuído a Carlos Moedas

 

Texto: Rui Marques Simões
Vídeo: Karine Paniza e Marta Costa

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »