a carregar...

Uma viagem entre o imaginário e o histórico

Jul 26 • Sem comentários em Uma viagem entre o imaginário e o histórico

A inauguração da exposição Fragmentos tem lugar a 27 de julho, pelas 18 horas, na Prisão Académica da UC.

PartilheShare on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+1Email this to someone

frame capela fragmentos
A estátua de Nossa Senhora da Conceição está na Capela de São Miguel, um dos locais retratados na exposição Fragmentos.
Fotografia: © DR | Paulo Almeida

Apelar ao imaginário para explicar algumas curiosidades sobre a Universidade de Coimbra (UC) e dar a conhecer alguns lugares especiais do antigo Palácio Real são o mote para a exposição fotográfica Fragmentos.

Onze fotógrafos foram convidados percorrer lugares icónicos da UC, desvendando os espaços na atualidade mas, ao mesmo tempo, contando histórias do passado. Sem pretender ser uma recriação, colaboradores da universidade personificam algumas figuras históricas portuguesas. O objetivo principal é dar a oportunidade aos visitantes de conhecer um pouco da história de Portugal e da Universidade de Coimbra.

“Uma das fotografias mostra Nossa Senhora da Conceição, padroeira da universidade, junto a D. Maria II”, revela o curador da exposição, Sérgio Flores. Na fotografia, não é a rainha que usa a coroa. É um detalhe que dá a oportunidade de explicar que a relação entre a UC e a Imaculada Conceição remonta ao século XVII. O responsável conta que, “nas cortes de 1646, então reunidas em Lisboa, El-Rei D. João IV tomou a Virgem Nossa Senhora da Conceição por padroeira do Reino de Portugal”. “A partir dessa altura, mais nenhum rei usou a coroa real e ordenou igualmente que os estudantes na UC, antes de tomarem algum grau, jurassem defender a Imaculada Conceição”, explica Sérgio Flores.

A exposição Fragmentos, organizada pelo Turismo da Universidade de Coimbra, inaugura a 27 de julho, pelas 18 horas, na Prisão Académica da UC e fica patente até 31 de outubro. A mostra pode ser visitada, diariamente, entre as 9 e as 19 horas. A entrada é gratuita.

 

Texto de: Karine Paniza

Redes Sociais

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


*

« »

oo