O ponto alto da Queima das Fitas está a chegar. Apesar das atividades culturais e desportivas já terem começado há algum tempo e dos aguardados acordes da guitarra de Coimbra na Serenata Monumental se ouvirem na Sé Velha, há muitos estudantes que aguardam ansiosamente pelo Cortejo. É já no dia 10 que os carros com os candeeiros fitados desfilam pelas ruas e a UCV foi saber como foram os preparativos e quais as expectativas dos estudantes para o Cortejo.

Um momento marcante para toda a cidade, com a celebração do percurso académico a ser comemorada tanto por estudantes como pelos familiares e amigos. Tudo sem esquecer todo o trabalho que é feito até ao tão aguardado dia. Os candeeiros fitados são os estudantes que, durante várias semanas – ou mais – passaram horas a fazer as “flores” que vão decorar os carros dos cursos. E nas vésperas do cortejo, ainda há muitos pormenores para afinar na construção do carro. Tudo para que, no final do dia, o cortejo seja inesquecível.

“Uma vez Coimbra, para sempre saudade” é o lema da Queima das Fitas de 2015. E, no geral, é a saudade o sentimento que permanece.

 

Reportagem realizada por Rosana Vaz, estagiária Projeto Imagem, Media e Comunicação.

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »