a carregar...

Vampiros à solta no TAGV

Nov 14 • 1 comentário em Vampiros à solta no TAGV

Espetáculo surge a partir da obra Drácula de Bram Stroker pelo Coletivo Soul.

PartilheShare on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Email this to someone

UN DEAD 2017
Fotografia: © UC | Karine Paniza

Prepare-se para conhecer um lado diferente, e talvez não tão glamoroso, de um vampiro.

O Teatro académico de Gil Vicente (TAGV) recebe “Drácula ou o Desmortal”. Apresentado pelo Coletivo Soul, é “a conclusão da montagem de um espetáculo que começou há mais de 30 meses de pesquisa artística, cénica e filosófica do Brasil”, explica André Feitosa do Coletivo Soul.

A pesquisa para a preparação da montagem cénica percorreu o noroeste da Amazónia, foi para o leste europeu na Roménia, passou pelo interior da França e da Alemanha e finalmente chega a Coimbra.

Para André Feitosa o espetáculo vem recontar “a história dos tempos e do cruzamento de geografias, do Drácula histórico do século XIX. É também outra maneira de contar mitologias, ancestralidade, pontos de vista diferentes sobre a origem do ser humano a partir da Europa”.

Embora seja uma peça sobre um Drácula, “é importante dizer que o Drácula do século XIX que ficou conhecido como um vampiro, e que hoje em dia tem uma pele fluorescente e que foge do sangue, não é exatamente a totalidade do que significa um vampiro” ressalta o integrante do Coletivo Soul.

“Drácula ou o Desmortal” foi elaborado a partir da obra de Bram Stoker e pode ser visto nos dias 15 e 16 de novembro às 21:30 no TAGV.

Mais informações aqui.

 

Karine Paniza

Redes Sociais

Um comentário a Vampiros à solta no TAGV

  1. Paulo A.G. Berardo de Andrade diz:

    Não há nem nunca houve um «Drácula histórico do século XIX»…! Pois o Drácula histórico é do século XV. Ver: https://www.livescience.com/48536-vlad-the-impaler-dark-secrets.html

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


*

« »

oo