Vida + móvel levou academia a populações do interior

Set 26, 2019

Mais de 300 avaliações e mais de 100 entrevistas foram feitas para avaliar a saúde das populações e conhecer as pessoas.

PartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

De 4 a 24 de setembro a academia saiu à rua com um laboratório móvel para não apenas ver como está a saúde das populações mais envelhecidas e sensibilizar para um estilo de vida mais saudável como também para ouvir as pessoas. Com mais de 300 avaliações realizadas e mais de 100 entrevistas feitas, a unidade móvel Vida+Móvel fez um circuito pelas terras de Sicó durante um mês.

A pressão arterial, o peso ou a flexibilidade foram alguns dos parâmetros que foram testados na população. Mas os voluntários, uma equipa multidisciplinar da Universidade de Coimbra (UC), das faculdades de Medicina, Psicologia ou Ciências do Desporto, quiseram, para além de ver como está a saúde das pessoas, ouvir mais sobre as suas vidas.

O projeto tem “duas componentes”, explica João Ramalho-Santos, do Departamento de Ciências da Vida, da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UC. “Uma tecnológica, com equipamentos que o Instituto Pedro Nunes (IPN) esteve a desenvolver, e uma científica, gerida pela UC. O conceito foi criar uma unidade móvel que fosse até aldeias do interior e tentar fazer uma avaliação do estilo de vida das pessoas”, conta o investigador.

A iniciativa, que segue para Sevilha, Espanha, foi financiada pelo projeto europeu “HeaLIQs4Cities”, coordenado pelo IPN e pela UC.

 

Marta Costa e Karine Paniza

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »