Visita Pedagógica do Tribunal de Contas à UC para refletir sobre prevenção da corrupção

Mai 15, 2019

Comunidade académica juntou-se no Auditório da Reitoria para ouvir o debate em torno do Plano de Gestão de Riscos de Corrupção e Infrações Conexas da Universidade de Coimbra

PartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

CPC Paulo AmaralUC2019
Fotografia: © UC | Paulo Amaral

“Não obstante a Universidade de Coimbra (UC) ter um trabalho de muitos anos na matéria de gestão de qualidade, há sempre espaço para melhorias, para aprendermos e ouvirmos quem nos pode ajudar a melhorar o sistema”. O Reitor da Universidade de Coimbra, Amílcar Falcão, dava assim início à Visita Pedagógica do Conselho de Prevenção da Corrupção (CPC).

Depois de municípios, ministérios, hospitais ou empresas, assim como outras universidades, a UC é a 76.ª deslocação da entidade administrativa criada em 2008 “não para investigar casos de corrupção, mas para ajudar a prevenir o fenómeno”, afirmou o Diretor-Geral de Tribunal de Contas, José Fernandes Farinha Tavares, também Secretário-Geral do CPC.

A UC tem, desde 2010, um plano de prevenção. Inicialmente sectorial, para a administração, o plano foi evoluindo e hoje engloba também o sistema de gestão. É um plano de Riscos de Gestão, Corrupção e Infrações Conexas “com vida”, afirmaram os responsáveis Paulo Lopes e Sílvia Santos.

Recomendações do CPC? José Fernandes Farinha Tavares deixa uma: “O que eu recomendo é que este plano, tal como está concebido e sem prejuízo de ser melhorado, seja efetivamente aplicado no dia a dia na vida da universidade, por todos dos seus dirigentes e trabalhadores”.

Veja mais fotos do evento:

Visita Pedagógica do Tribunal de Contas

 

Marta Costa e Karine Paniza

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »