a carregar...

Um “projeto que promove o património da região centro” mas também “uma identidade nacional e global”. A vice-reitora da Universidade de Coimbra (UC), Clara Almeida Santos, foi uma das intervenientes durante a sessão que apresentou a nova assinatura “Rede Lugares Património Mundial da Região Centro de Portugal”. A Rede junta os quatro lugares distinguidos como Património Mundial da UNESCO da zona centro: Universidade de Coimbra: Alta e Sofia, o Mosteiro de Alcobaça, o Convento de Cristo, em Tomar, e o Mosteiro da Batalha.

Também a presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), Ana Abrunhosa, enalteceu “o trabalho em rede que vai certamente trazer mais brilho às joias que já temos”. O desafio é aproveitar para chamar a atenção “para outro eixo da atividade turística, que é a atividade cultural”, acrescentou o presidente da Turismo Centro de Portugal, Pedro Machado.

Lugares Património Mundial 3_PA2017

O programa, que vai decorrer durante dois anos, associa-se também ao Ano Europeu do Património Cultural, assinalado em 2018. “Devemos ser um polo de uma rede europeia que o celebra”, afirmou o coordenador do projeto, Carlos Martins. “Não basta termos ótimos recursos, temos de oferecer uma experiência fantástica”, acrescentou o responsável.

Dentro do programa, a Rede já desenvolveu algumas iniciativas. A decorrer no momento é o Anozero – Bienal de Arte Contemporânea de Coimbra.

 

Marta Costa

Redes Sociais

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


*

« »

oo