Integrada pela Universidade de Coimbra, juntamente com as Universidades de Iasi (Roménia), Jena (Alemanha), Pavia (Itália), Poitiers (França), Salamanca (Espanha) e Turku (Finlândia), a Aliança “Campus Europeu de Cidades Universitárias – EC2U” foi uma das candidaturas selecionadas pela Comissão Europeia no âmbito da fase piloto da convocatória “Universidades Europeias” de 2020.

Rede multicultural e multilingue de sete universidades com uma longa história de ensino e investigação comprometidas ao mais alto nível com o desenvolvimento local e global, o EC2U representa 160.000 estudantes e 20.000 profissionais, em ligação direta com mais de 1 600 000 cidadãos, de quatro regiões distintas da Europa.

As Universidades Europeias constituem alianças transnacionais de Instituições de Ensino Superior da UE que visam o aprofundamento da cooperação entre as instituições que as integram e o efetivo reforço do Espaço Europeu de Educação, designadamente ao nível da mobilidade da comunidade académica e da partilha de recursos e de expertise.

Para João Nuno Calvão da Silva, Vice-Reitor da UC para as Relações Internacionais, “a seleção do EC2U salienta o compromisso de toda a Universidade de Coimbra com a mobilidade e a cidadania europeias, em especial num momento de incerteza resultante da pandemia em curso, e incentiva a continuação dos esforços em prol da internacionalização em geral, porquanto a UC será sempre uma Universidade de dimensão mundial.”

Amílcar Falcão, Reitor da UC, destaca a “importância deste campus pan-europeu como base de criação de sinergias inovadoras de ensino, investigação e inovação a partir do ensino formal e informal, bem como do envolvimento de toda a comunidade académica (incluindo Associação Académica de Coimbra e Erasmus Student Network), da Câmara Municipal de Coimbra, de entidades socioeconómicas relevantes (como a Comissão de Coordenação do Desenvolvimento Regional do Centro e do Instituto Pedro Nunes).” Por outro lado, “com o apoio financeiro dos programas Erasmus+ e Horizonte 2020, a UC reforçará um modelo educativo crescentemente alinhado com a economia circular, designadamente liderando neste consórcio um Mestrado Conjunto na área das Cidades e Comunidades Sustentáveis.”

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »