a carregar...

Está quase a começar o Anozero – Bienal de Arte Contemporânea de Coimbra

Nov 7 • Sem comentários em Está quase a começar o Anozero – Bienal de Arte Contemporânea de Coimbra

A bienal arranca a 11 de novembro, com uma cerimónia na Sala da Cidade seguida de uma visita aos vários espaços, e termina a 30 de dezembro. Durante esse período, 35 artistas, nacionais e internacionais, trazem a Coimbra várias obras sob o tema "Curar e Reparar".

PartilheShare on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Email this to someone

anozero17
Fotografia: © UC | Milene Santos

Anozero – Bienal de Arte Contemporânea de Coimbra está prestes a começar. Já no dia 11 de novembro acontece a cerimónia de abertura, que terá lugar na Sala da Cidade às 14h30.

À sessão de abertura segue-se uma visita pelos vários espaços da bienal, nomeadamente, CAPC Sede, CAPC Sereia, Galeria de História Natural do Museu da Ciência, Colégio das Artes e Mosteiro de Santa Clara-a-Nova. O percurso vai ser acompanhado pelo curador-geral Delfim Sardo e pela curadora-adjunta Ana Luiza Teixeira de Freitas, e ainda por vários artistas.

Pelas 20 horas, a antiga igreja do Convento S. Francisco recebe a performace ILINX, de Jonathan Uliel Saldanha. Às 23 horas começa a Festa do Verão de São Martinho, no Mosteiro de Santa Clara-a-Nova.

Com o tema “Curar e Reparar”, a bienal Anozero prolonga-se até 30 de dezembro. A iniciativa, produzida pelo Círculo de Artes Plásticas de Coimbra e coorganizada com a Câmara Municipal e a Universidade de Coimbra, propõe, num amplo programa, um diálogo entre a arte contemporânea e o património multisecular — em particular com o de «Coimbra – Universidade, Alta e Sofia», recentemente classificado pela UNESCO.

A bienal vai contar com a participação de 35 artistas (19 estrangeiros e 16 nacionais) que, segundo a organização, vão apresentar “propostas muito diferentes, utilizando os mais diversos media e suportes artísticos”. Todas as atividades integradas no Anozero são de entrada livre.

O Anozero – Bienal de Arte Contemporânea de Coimbra está integrado no projeto «Lugares Património Mundial do Centro», promovido pela Turismo Centro de Portugal, e cofinanciado pela União Europeia através do programa Centro 2020.

 

Toda a programação e informações aqui.

 

Milene Santos

 

Redes Sociais

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


*

« »

oo