O consórcio internacional do projeto NanosenAQM, que está a desenvolver e a validar nanosensores de baixo custo e reduzido consumo energético para monitorização em tempo real da qualidade do ar em ambiente urbano e rural, vai reunir-se, nos próximos dias 10 e 11 de outubro, no Palácio dos Melos da Universidade de Coimbra (UC).

Coordenado pelo Instituto de Tecnologías Físicas y de la Información del Consejo Superior de Investigaciones Científicas (ITEFI-CSIC), Espanha, o projeto conta com um financiamento de 1, 5 milhões de euros no âmbito do programa Interreg Sudoe.

O consórcio envolve 11 parceiros de Portugal, Espanha e França, incluindo uma equipa de investigadores do Centro de Informática e Sistemas (CISUC) da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), liderada por Bernardete Ribeiro.

Segundo a docente e investigadora da FCTUC, «ao desenvolver nanosensores de gás de baixo custo para medir a qualidade do ar e fornecer dados em tempo real, o projeto NanosenAQM contribuirá para uma monitorização extensiva, distribuída e ubíqua da qualidade do ar».

Nesta reunião, os vários parceiros vão apresentar os resultados obtidos até ao momento, nomeadamente a plataforma (https://nanosenaqm.dei.uc.pt) onde é disponibilizada a informação sobre a qualidade do ar, assim como os métodos desenvolvidos para processamento dos dados recolhidos em tempo real, de modo a informar e sensibilizar a população para o problema da qualidade do ar ambiente.

 

FCTUC (Cristina Pinto)

 

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »