Na quinta-feira, dia 23 de novembro, o Centro de Estudos de Arqueologia, Artes e Ciências do Património e o Instituto de Arqueologia da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC) apresentam o documentário “Entre Pedras, Textos e Imagens: Memórias de um Velho Engenho”. A sessão realiza-se, entre as 10h00 e as 13h00, na Casa das Caldeiras.

Trata-se de um documentário inédito que reporta às ruínas quinhentistas do Engenho São Jorge dos Erasmos, as quais estão entre as mais antigas do período colonial do Brasil.

O documentário reúne desde «a experiência de uma oficina de vídeo com jovens estudantes que moravam na vizinhança das ruínas, ao registo de escavações neste sítio arqueológico considerado monumento nacional, bem como imagens de vários acervos pesquisados e gravações produzidas na Bélgica, para assim revistar a história deste significativo património cultural».

A partir de um manuscrito redigido em São Vicente no ano de 1548, e destinado ao seu proprietário — Erasmus Schetz, um abastado mercador estabelecido em Antuérpia — a narrativa do documentário entretece diversas referências relacionadas aos remanescentes arquitetónicos deste velho engenho, importante testemunho do período histórico de formação de uma sociedade mestiça.

O documentário conta com presença do Diretor Silvio Luiz Cordeiro.

 

Silvio Luiz Cordeiro
Silvio Luiz Cordeiro é arquiteto urbanista e arqueólogo pela Universidade de São Paulo; desenvolve estudos sobre o habitat e património junto a produção cultural e artística. Fotógrafo e documentarista, dirigiu diversas obras e ensaios audiovisuais, principalmente em temas relacionados ao património histórico, memória social, técnicas vernáculas de construção e cultura indígena.

 

Cristina Pinto

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »