Estudantes evocam 17 e 25 de abril em semana dedicada à liberdade

Abr 17, 2018

Entre 17 e 25 de abril, são várias as iniciativas programadas pela AAC para a Semana da Liberdade

PartilheShare on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Email this to someone

AAC Academica MC2018
Fotografia: © UC | Marta Costa

O 17 e o 25 de abril “são duas datas importantes para a Academia”. O presidente da Direção-geral da Associação Académica de Coimbra (AAC), Alexandre Amado, afirma que, “enquanto instituição”, a AAC optou por “assinalar as duas em conjunto, também para salientar a relação que ambas têm”. O objetivo é “relembrar a comunidade conimbricense do papel que os estudantes tiveram na revolução de abril”, sublinha.

relembrar a comunidade conimbricense do papel que os estudantes tiveram na revolução de abril

Do programa, que arranca terça-feira, 17, o dirigente estudantil destaca a recriação da “Operação Balão” e da “Operação Flor”. “Vamos andar pela alta e pela baixa, em contato com a população local e a fazer passar a nossa mensagem política para o momento atual do Ensino Superior e para o papel que os estudantes podem ter para a alteração desse paradigma”, esclarece Alexandre Amado. A evocação das iniciativas “importantes para a história coletiva” da academia tem início pelas 16h30, junto da Porta Férrea.

O presidente da Direção-geral acredita que os estudantes têm de “combater a ideia de que o Ensino Superior ou a formação superior existe para beneficiar o estudante”. “Não é um serviço que beneficie em exclusivo o estudante ou lhes dê uma vantagem individual face à restante sociedade”, acrescenta Alexandre Amado. “É uma aposta que, através dos estudantes, significa potenciar o nível cultural, intelectual, cientifico e social de um país”.

Alexandre Amado destaca ainda a realização do Arraial Social, “uma atividade regular da AAC, mas que foi integrada na Semana da Liberdade”. Com o objetivo de que os fundos revertam para as residências universitárias, a iniciativa teve, em edições anteriores, “sucesso considerável”. O presidente da Academia de Coimbra acredita que tal se repita em 2018.

semana da liberdade

 

Marta Costa

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »