Ética e deontologia do jornalismo no espaço lusófono em debate na UC

Nov 13, 2018

Evento insere-se no ciclo comemorativo do 20.º aniversário do CEISXX e junta investigadores de vários países.

PartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Congresso Ética e Deontologia 2018
Fotografia: © UC | Marta Costa

Arrancou hoje, 13, o V Congresso Internacional de Comunicação, Jornalismo e Espaço Público. O evento tem como tema Ética e Deontologia do Jornalismo no Espaço Lusófono e junta investigadores de Portugal, Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Macau, Moçambique, Timor Leste e São Tomé e Príncipe no Auditório da Reitoria da Universidade de Coimbra (UC).

Inserido no ciclo comemorativo do 20.º aniversário do Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX (CEISXX), o congresso pretende “partilhar experiências, ideias e projetos”, defendeu Carlos Camponez, na sessão de abertura. O presidente da comissão organizadora afirmou ainda que, considerando a situação atual no mundo, “o jornalismo, os media e as universidades, têm de estar na primeira linha de combate”.

O evento, direcionado ao espaço lusófono, serve também para relembrar “o valor patrimonial da nossa língua comum”, acrescentou a subdiretora da Faculdade de Letras da UC, Ana Teresa Peixinho. Ideia partilhada pelo vice-reitor da UC, Joaquim Ramos de Carvalho, que, na mesma sessão, sublinhou não apenas “a ligação histórica e a responsabilidade social global” da UC, mas também a “responsabilidade especial dentro do universo da Língua Portuguesa”, facto “que até fez parte dos critérios na inscrição na Lista da UNESCO como Património da Humanidade”, recordou o responsável.

O ciclo comemorativo do vigésimo aniversário do CEISXX arrancou a 2 de novembro. O V Congresso Internacional de Comunicação, Jornalismo e Espaço Público é o último evento do ciclo. Para o coordenador do CEISXX, faz parte do centro “discutir a realidade atual” e o evento, que termina amanhã, 14, “vai debater dos problemas mais graves que o mundo enfrenta: a questão da informação e o papel do jornalismo”.

A sessão da manhã contou ainda com a conferência inaugural de Kaarle Nordenstreng, da Universidade de Tampere, na Finlândia, com o título “Big Stories and small achievements” e da sessão plenária dedicada ao tema “Autorregulação e accountability no espaço lusófono”, com a participação de Silvino Évora, da Universidade de Cabo Verde, António Nhaga, da Universidade Lusófona da Guiné-Bissau, Ernesto Nhanale, da Escola Superior de Jornalismo de Moçambique e de Joaquim Fidalgo, da Universidade do Minho.

Mais informações sobre o programa, aqui.

 

Marta Costa

 

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »