Três trabalhos da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (FMUC) foram premiados no XXXIX Congresso Anual da Sociedade Portuguesa de Estomatologia e Medicina Dentária (SPEMD), que decorreu no fim de semana, no Porto. A FMUC obteve o 1.º Prémio do Congresso SPEMD, tanto na categoria de Investigação como na de Casos Clínicos, recebendo ainda uma Menção Honrosa na categoria de Investigação.

Na categoria de Investigação, o 1.º Prémio foi atribuído ao trabalho “Atividade mitocondrial e antioxidante em doentes com diabetes mellitus e periodontite”, apresentado por Olga Fokt, recém finalista do Mestrado Integrado em Medicina Dentária da FMUC. Esta obra integra um projeto iniciado há 2 anos, em colaboração entre o Instituto de Periodontologia, o Instituto de Bioquímica, o Centro de Neurociências e Biologia Celular e o Instituto de Investigação Interdisciplinar da Universidade de Coimbra (e recentemente financiado pela FMUC no âmbito do Programa de Estímulo a Projetos de Investigação Interdisciplinar e Translacional), que pretende estudar a relação entre diabetes e periodontite. O seu objetivo é esclarecer alguns dos mecanismos subjacentes às alterações funcionais que ocorrem nessas patologias.

Da esq. para a dir: João Carlos Ramos, Alexandra Vinagre (Menção Honrosa Prémio Investigação SPEMD 2019), Isabel Poiares Baptista, Olga Fokt (Prémio Investigação), João Miguel Santos, Joana Marques, e Paulo Palma (Prémio Caso Clínico)].

Na categoria de Casos Clínicos, o 1.º Prémio foi entregue ao trabalho “Pulpotomia parcial de um molar definitivo maturo com pulpite irreversível”, apresentado pelo professor João Miguel Santos. Este caso clínico apresenta uma abordagem minimamente invasiva, com recurso ao microscópio operatório e materiais bioativos, para o tratamento de dentes permanentes com diagnóstico de pulpite irreversível (cuja terapêutica clássica é o tratamento de canais radiculares, conhecido como desvitalização). O caso foi realizado por alunos em colaboração com os docentes da valência de Endodontia do 5.º ano do Mestrado Integrado de Medicina Dentária da FMUC.

Foi também entregue uma Menção Honrosa do Prémio de Investigação do SPEMD 2019 ao trabalho “Bonding performance of a universal adhesive: effect of hydrophobic resin coating and long-term water storage”, desenvolvido no Instituto de Dentisteria Operatória da FMUC, e apresentado pela docente Alexandra Vinagre, sob a forma de artigo científico.

FMUC

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »