O Instituto de Ciências Nucleares Aplicadas à Saúde (ICNAS) da Universidade de Coimbra, celebra na próxima sexta-feira, dia 26, o seu 10.º aniversário, com a inauguração do ciclotrão de energia variável (um acelerador de partículas inovador a nível mundial) desenvolvido nos últimos meses em cooperação com a multinacional belga IBA (Ion Beam Applications). O evento, com início às 10h00, contará com a presença do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor.

O novo ciclotrão permitirá otimizar a produção de Gálio-68, um dos isótopos para diagnóstico de cancro fabricados no ICNAS, através de um processo pioneiro patenteado por esta unidade orgânica da UC e comercializado pela IBA. O acelerador de partículas será apresentado pelo investigador Francisco Alves, coordenador do projeto.

O evento – que encerrará com as intervenções do Reitor da Universidade de Coimbra, Amílcar Falcão, do diretor do Instituto de Ciências Nucleares Aplicadas à Saúde, Antero Abrunhosa, e do Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor – inclui também uma visita às áreas clínica e pré-clínica do ICNAS. Aí serão também apresentados (pelos investigadores Miguel Castelo-Branco e Antero Abrunhosa, respetivamente) os projetos de Imagem Médica e PET Cerebral de Alta Resolução em curso no ICNAS, em colaboração com o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) e com o Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas (LIP).

Em 10 anos de vida, o Instituto de Ciências Nucleares Aplicadas à Saúde já desenvolveu processos de produção para mais de 20 moléculas (com utilização clínica e de investigação em PET) e é a instituição de referência mundial na produção dos radiofármacos baseados em Gálio-68, Cobre-64 e Cobre-61 utilizando alvos líquidos.

 

Rui Marques Simões

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »