a carregar...

Investigadora do CES vence 12.ª edição do Prémio Fernando Távora

Abr 4 • Sem comentários em Investigadora do CES vence 12.ª edição do Prémio Fernando Távora

Eliana Sousa Santos venceu com a proposta "Branco a Branco - White salts, white sands" - Uma viagem pelo deserto Americano e Novo México.

PartilheShare on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Email this to someone

elianasousasantos
Fotografia: © DR

Eliana Sousa Santos é a vencedora da 12.ª edição do Prémio Fernando Távora, com a proposta “Branco a Branco – White salts, white sands” – Uma viagem pelo deserto Americano e Novo México.

A proposta “Branco a Branco – White salts, white sands” foi distinguida pelo júri do galardão pela abrangência disciplinar do seu conteúdo, relacionando paisagem, arte e arquitetura e, por outro lado, pela sua referenciação à arquitetura chã e à simplicidade buscada num território abstracto e intangível, “O retiro para um lugar onde o intangível é mais presente, um lugar abstrato” (excerto da proposta de viagem). Para a concretização da proposta, Eliana Sousa Santos vai receber uma bolsa de viagem no valor de seis mil euros.

A arquiteta é atualmente investigadora em pós-doutoramento no Centro de Estudos Sociais (CES) da Universidade de Coimbra com o projeto “George Kubler’s Shape of Time: The Historiographical effect of Portuguese Plain Architecture in Post-revolutionary Portugal”.

A cerimónia de entrega do Prémio Fernando Távora decorreu, a 3 de abril, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Matosinhos. Na sessão estiveram presentes os elementos do júri da 12.ª edição: Alexandre Farto (Vhils) (artista urbano), Arq. Florindo Belo Marques, Arq. Marta Fernandes, Dr. Victor Branco (em representação da família do arquiteto Fernando Távora) e Arq. Nuno Mateus, que apresentou uma conferência com o tema “A Viagem”.

A conferência de apresentação do resultado da viagem de Eliana Sousa Santos vai realizar-se a 2 de outubro de 2017, Dia Mundial da Arquitetura, na Câmara Municipal de Matosinhos.

 

Eliana Sousa Santos é arquiteta, investigadora e docente. Comissariou a exposição “A Forma Chã” (Museu Gulbenkian 2016/17), projeto associado da Trienal de Arquitetura de Lisboa 2016. Foi pós-doutoranda visitante na Universidade de Yale em 2013/14. Atualmente é investigadora em pós-doutoramento no CES, Universidade de Coimbra, com o projeto “George Kubler’s Shape of Time: The Historiographical effect of Portuguese Plain Architecture in Post- revolutionary Portugal.” É licenciada em arquitetura pela Universidade Técnica de Lisboa, mestre em arquitetura pela Universidade de Coimbra e doutora pela Universidade de Londres. Trabalhou nos escritórios West 8 e Sousa Santos Arquitetos. Foi professora adjunta convidada na ESAD.CR e é professora auxiliar no departamento de arquitetura na ULHT.

Redes Sociais

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


*

« »

oo