Ana Raquel Calapez e Ana Pereira, jovens investigadoras do Centro de Ciências do Mar e do Ambiente (MARE) da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), foram premiadas no XIX Congresso da Associação Ibérica de Limnologia, que decorreu em Coimbra entre 24 e 29 de junho.

Ana Raquel Calapez recebeu o prémio para melhor apresentação em painel feita por estudante, com o trabalho intitulado ‘Macroinvertebrate functional responses to multiple stressor gradients of water scarcity and oxygen depletion: a trait-based approach in mesocosm’, com a colaboração de Maria João Feio e Sónia Serra (MARE/UC), José M. Santos, Paulo Branco e Teresa Ferreira (CEF/UL), Thomas Hein (IHG/BOKU) e António Guerreiro de Brito (LEAF/UL).

Os ecossistemas fluviais encontram-se sob influência de múltiplas pressões antropogénicas e os ribeiros Mediterrânicos são particularmente afetados pela escassez de água e pelas descargas orgânicas que se traduzem frequentemente em redução de caudal e em acentuados défices de oxigénio na água, respetivamente. Neste estudo foram avaliados os efeitos da redução da velocidade da corrente e de baixas concentrações de oxigénio na resposta funcional de macroinvertebrados usando um sistema de mesocosmos.

Os resultados mostram que os efeitos destas pressões podem induzir uma perda de diversidade de atributos biológicos, o que, por sua vez, pode reduzir a provisão de serviços ecossistémicos e a capacidade de recuperação dos ribeiros quando são restabelecidas as condições normais.

Por seu lado, Ana Pereira recebeu o prémio para segunda melhor comunicação oral feita por estudante, com o trabalho intitulado ‘Litter decomposition and associated fungal decomposers are affected by forest streams invasion by Acacia spp.’, com a colaboração de Verónica Ferreira (MARE/UC).

A invasão de florestas nativas por espécies exóticas, como as acácias, está a ocorrer globalmente. Como os ribeiros de floresta dependem maioritariamente da entrada de folhada de origem terrestre, a invasão de florestas nativas por acácias pode afetar a integridade dos ribeiros. Neste estudo em laboratório foram avaliados os efeitos da identidade/qualidade da folhada e da concentração de nutrientes na água, na decomposição da folhada e fungos decompositores.

Os resultados sugerem que a invasão por acácia pode afetar a decomposição de folhada em ribeiros modificando assim o funcionamento destes ecossistemas.

Estes prémios atribuídos pela Associação Ibérica de Limnologia têm como objetivo incentivar os jovens investigadores e os critérios de avaliação incluem originalidade do trabalho, conteúdo e estilo.

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »