a carregar...

Museu da Ciência recebe palestra sobre Biologia subterrânea

Fev 3 • Sem comentários em Museu da Ciência recebe palestra sobre Biologia subterrânea

Ana Sofia Reboleira vai falar sobre a sua investigação da biodiversidade subterrânea, com ênfase em Portugal mas também noutra regiões do planeta.

PartilheShare on Facebook0Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Email this to someone

SNM Ana Sofia Reboleira
Ana Sofia Reboleira é investigadora do Departamento de Biologia & Centro de Estudos do Ambiente e do Mar - CESAM, Universidade de Aveiro.
Fotografia: © DR

No próximo dia 8 de fevereiro, às 16 horas, o Museu da Ciência da Universidade de Coimbra acolhe a palestra “Biologia subterrânea: ciência e exploração”, proferida por Ana Sofia Reboleira.

A obscuridade perpétua que caracteriza o ambiente subterrâneo reduz significativamente a energia disponível e a sua complexidade, providenciando um inusual modelo para testar hipóteses biológicas.

O meio subterrâneo é hostil e a evolução para a vida subterrânea compreende alterações dramáticas na morfologia e fisiologia dos organismos, como a redução ocular, despigmentação do tegumento, alongamento dos apêndices e nas estratégias reprodutivas. A relativa inacessibilidade do meio subterrâneo constitui um desafio e a exploração de grutas providencia uma fonte contínua de novas janelas para a observação destes ecossistemas.

Nos últimos anos, Ana Sofia Reboleira (Departamento de Biologia & Centro de Estudos do Ambiente e do Mar – CESAM, Universidade de Aveiro) tem dedicado a sua investigação à biodiversidade subterrânea, com grande ênfase em Portugal, mas também noutras regiões do planeta.

Organizada pelo Centro de Ecologia Funcional, a Cátedra UNESCO em Biodiversidade e Conservação para o Desenvolvimento Sustentável e o Museu da Ciência da Universidade de Coimbra, esta palestra dará uma vista geral sobre a exploração dos ecossistemas subterrâneos, as peculiaridades dos seus habitantes e sobre como a biologia subterrânea contribui para a evolução da ciência e para a manutenção da saúde humana.

A entrada é livre.

Redes Sociais

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


*

« »

oo