O sistema PAVNEXT (Pavement Energy Efficient Extractor), um pavimento que permite a redução do número de acidentes e da sua gravidade, que produz energia elétrica pela passagem dos veículos e que utiliza uma cobertura superficial feita de borracha resultante da reciclagem de pneus usados, acaba de vencer o concurso Inov.Ação Valorpneu 2018, na categoria de Negócio & Inovação, em ex-aequo com outro projeto (www.inovacaovalorpneu.pt/).

O sistema foi apresentado por Francisco Duarte, investigador da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC) no âmbito do projeto PAVENERGY – Pavement Energy Harvest Solutions (https://pavenergy.dec.uc.pt), coordenado por Adelino Ferreira e cofinanciado pelo FEDER através do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização (COMPETE 2020) e por fundos nacionais através da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT).

«A parte superior do sistema é produzida através de um granulado fino de borracha resultante da reciclagem de pneus usados em conjunto com uma matriz polimérica, conferindo-lhe caraterísticas similares às do pavimento rodoviário», explicam os responsáveis do projeto.

Desde 2016 que o PAVNEXT não para de somar prémios. Venceu a primeira edição do Prémio Inovação Segurança Rodoviária, a competição nacional do ClimateLaunchpad, o concurso Big Smart Cities Portugal e o prémio “Urban Transitions” na final europeia do ClimateLaunchpad, entre outros.

O Prémio Inov.Ação Valorpneu visa distinguir grandes “ideias verdes”, novos serviços, produtos ou tecnologias relacionadas com os pneus usados ou materiais derivados da sua reciclagem.

 

Cristina Pinto

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »