Prémios Arrisca C entregam 160 mil euros a ideias e planos de negócio inovadores

Jun 29, 2018

Cerimónia contou com a presença da ministra da presidência e da modernização administrativa

PartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Arrisca C 2018
Fotografia: © UC | Paulo Amaral

Lançado em 2008 como um concurso de ideias de negócio direcionado à comunidade da Universidade de Coimbra (UC), o Arrisca C é hoje “uma referência”. Na cerimónia de entrega dos prémios da nona edição do concurso de ideias e planos de negócio, que teve lugar a 29 de junho na cervejaria Praxis, falou-se de inovação e responsabilidade social. E a organização fez ainda um balanço “excepcional” das últimas edições do concurso que mantém ainda hoje o lema de que, para inovar, é necessário arriscar.

A ministra da presidência e da modernização administrativa, Maria Manuel Leitão Marques, marcou presença na cerimónia sublinhando a importância da inovação como algo que é, hoje em dia, não apenas “uma condição de sobrevivência para as empresas como é uma condição para toda a sociedade”. Maria Manuel Leitão Marques destacou “iniciativas como esta que premeiam e estimulam o arriscar” também como “condição de existência para o sector público”. Para a ministra, “o sector público talvez não vá à falência”, “porém, se não for relevante, se não for inovador, perde a sua legitimação perante aqueles que são os utentes de cada um dos seus serviços”.

Em 2017, apresentaram-se a concurso 103 projetos inovadores, dos quais sete foram premiados. Após a apresentação de cada um dos prémios, Maria Manuel Leitão Marques referiu ainda que “também na área social” é necessário trazer “respostas inovadoras, para completar, complementar ou para testar soluções diferentes”.

No total, foram entregues 160 mil euros em prémios no Concurso de Ideias e Planos de Negócio Arrisca C. A iniciativa é promovida por um conjunto e 15 parceiros, liderados pela UC e apoiada por 24 patrocinadores.

Mais informações sobre o Prémio Arrisca C aqui.

 

Vencedores edição 2018 Prémios Arrisca C
PRÉMIO ARRISCA C – IDEIA DE NEGÓCIO – Móvel ao Quadrado [Fabrico e comercialização de linha de mobiliário composta por diversos modelos construídos através de encaixes, sem recursos a colas, pregos ou parafusos, que permitem ser montados e desmontados inúmeras vezes. Responde-se a uma necessidade criada pela vida atual em que os empregos não são fixos e as mudanças são constantes. Pode-se deste modo investir em mobiliário pois sabe-se que este será facilmente transportável por qualquer pessoa e em qualquer carro, fruto da possibilidade de compactação.]
IDEIA DE NEGÓCIO – Prémio Social ao Centro – 3Dprint4good [Desenvolvimento de ajudas técnicas personalizadas para pessoas com deficiência motora com recurso à modulação e impressão 3D. Após a identificação da necessidade e a recolha de parâmetros de prototipagem – que pode ser feita por qualquer pessoa com treino prévio pela nossa equipa – , a peça é modulada em software próprio e impressa em 3D, a que se segue o envio, tudo isto num prazo de 48h.]
PRÉMIO ARRISCA C IDEIA DE NEGÓCIO/Ensino Secundário e Técnico-Profissional – Eucalygrape Leather [A nossa ideia de negócio visa a produção de um couro antialergénico a partir de subprodutos vegetais nomeadamente bagaço de uva e extratos de eucalipto, substituindo a utilização de químicos nocivos à saúde humana. O Eucalygrape Leather apresenta-se como um produto totalmente inovador economicamente viável e ambientalmente sustentável. O crómio e outros compostos sulfuretados são químicos bastantes prejudiciais ao ser humanos, pois são altamente cancerígenos, pelo que a sua ausência no curtimento da pele assume um papel muito importa para a saúde pública.]
P-Innovation – Menção Honrosa
Escola Secundária de Alcanena – Menção Honrosa
PRÉMIO IAPMEI – Móvel ao Quadrado
PRÉMIO IEFP – Sustainable Protein [A origem dos alimentos é uma preocupação crescente entre os consumidores e a forma como produzimos proteína animal é, segundo a ONU, insustentável ambientalmente. A introdução dos insetos na alimentação humana é uma das soluções para este problema, uma vez que os insetos são ricos em proteína e o alimento, água e espaço necessários são muitíssimo mais baixos. Este projeto consiste na produção de farinha alimentar de elevado conteúdo proteico, a partir de grilos produzidos especificamente para o efeito, revolucionando assim o impacto ambiental da alimentação. De acordo com um estudo da TMR, o mercado de insetos para alimentação valerá USD723M em 2024.]
PRÉMIO ARRISCA C – PLANO DE NEGÓCIO – Pavnext [O projeto consiste num equipamento para aplicar em pavimentos rodoviários que reduz a velocidade de circulação dos automóveis através da extração de energia cinética dos mesmos, sem induzir impacto nos veículos ou desconforto nos passageiros, sendo a 1.ª solução que promove a segurança rodoviária sem depender da ação dos condutores. Este equipamento transforma depois a energia captada em energia elétrica, alimentando dispositivos no loca, e gera dados de tráfego e energia que permitem otimizar o consumo energético do local e fornecer dados para tornar as cidades mais inteligentes.]
PRÉMIO AJEPC – EcoXperience [O óleo alimentar usado (OAU) é um dos principais resíduos contaminantes do planeta, causando inúmeros danos ao ambiente, canalizações e ETAR’s. Segundo dados da Quercus, um litro de óleo é suficiente para contaminar um milhão de litros de água. Desta forma, a missão da EcoXperience passa por ajudar as pessoas a valorizarem este resíduo em diversos produtos de limpeza, através de 3 linhas: educativa, para ciranças dos 6 aos 12 anos, doméstica e industrial, para sistema HoReCa.]

 

Marta Costa

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »