O Projeto ICATE (Infection Control Awareness Through Education), na área das doenças infeciosas, tendo como um dos coordenadores, Rui Soares, docente e aluno de doutoramento da Faculdade de medicina da Universidade de Coimbra (FMUC), foi distinguido com 50 mil euros no âmbito do programa europeu ERASMUS +.

O Projeto ICATE é um programa educacional dirigido a crianças, jovens, professores e profissionais de saúde, que tem como objetivo «combater o HIV/SIDA, Malária, Tuberculose e outras doenças infeciosas. Tem sido aplicado em países em desenvolvimento e/ou comunidades carenciadas, nomeadamente, em África e no Brasil, e será, a partir de fevereiro, implementado em 5 países: Portugal, Turquia, Polónia, Bulgária e Itália, com a denominação PICTE-HIV – Program of Infection Control HIV Through Education», explica Rui Soares.

O docente e investigador da FMUC, que integra ainda o Grupo Coordenador Local do Programa de Prevenção e Controlo de Infeções e de Resistência aos Antimicrobianos do IPO Coimbra (GCL-PPCIRA), submeteu o projeto no âmbito da Association for World Innovation in Science and Health Education (AWISHE), associação da qual é cofundador e que tem desenvolvido nos últimos anos ações de sensibilização e formação junto de comunidades educativas e da população em geral, no âmbito da saúde e do controlo de infeção.

O PICTE-HIV, iniciado em 2018, vai decorrer até ao próximo outubro, sendo monitorizado através de visitas a cada país e por controlo remoto da aplicação do próprio programa de formação. «Esta é uma forma diferente e inovadora de passar a informação, aliando a ciência à educação e à saúde, sendo já reconhecida com a chancela da UNESCO para a América do Sul», refere Rui Soares.

Mais informação sobre o projeto disponível em: https://pictehiv.weebly.com e sobre a AWISHE em: http://awishe.wixsite.com/awishe

RuiSoares_UC©Paulo Amaral

 

FMUC

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »