Solidariedade para além das portas da Real República do Rás-Teparta

Mai 23, 2015

PartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

Entrega prémio Coimbra Solidária 2015
Rás-Te-Parta recebe de João Gabriel Silva as receitas angariadas pelo Concerto Coimbra Solidária
Fotografia: © UC | Simone Silva

As Repúblicas de Estudantes, consideradas como um dos elementos mais emblemáticos da história académica conimbricence, foram incentivadas a apresentar projetos para combater a exclusão social e cultural. Na edição de 2015 do Concerto Coimbra Solidária, o prémio foi atribuído à Real República do Rás-Teparta, com o projeto República Além Portas.

“Chama-se ‘Além Portas’ porque queremos extravasar as portas da nossa casa, ou seja, queremos mostrar às pessoas como se vive nas Repúblicas. Queremos ajudá-las com pequenos gestos”, revela Ana Miguel Gradim, moradora da Rás-Teparta. Mais que uma tentativa de ajudar o próximo, o objetivo do projeto é ainda “transmitir para fora da República aquilo que se aprende lá”, completa Rafael Marques, outro dos membros integrantes da Rás-Teparta.

Queremos extravasar as portas da nossa casa

Na quarta-feira, 20 de maio, os estudantes receberam das mãos do Reitor da Universidade de Coimbra (UC), João Gabriel Silva, as receitas angariadas pelo Concerto Coimbra Solidária 2015. Apesar do prémio ser destinado apenas a uma República, vencedora de um concurso realizado através de uma plataforma online, a Rás-Teparta decidiu partilhar o montante com as outras propostas candidatas. “Vamos partilhá-lo com as outras Repúblicas que concorreram para que os projetos deles possam também ser realizados, ou pelo menos iniciados”, destaca Ana Miguel Gradim.

Para o Reitor, fomentar nas Repúblicas o desenvolvimento de projetos desse cariz é uma maneira de ajudar “cada uma delas a encontrar um caminho de independência.” Neste contexto, as Repúblicas de Estudantes “assumem um papel muito importante, especialmente no sentido de criar estímulos e perspetivas novas”, ressalta João Gabriel Silva.

A execução do projeto República Além Portas está prevista para se iniciar no próximo ano letivo, de 2015/2016. “Para as pessoas que quiserem entrar e participar no projeto, a porta está aberta”, convida Ana Miguel Gradim.

 

Reportagem realizada por  Thaíssa Neves e Simone Silva, estudantes de Jornalismo da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra.

Redes Sociais

Um comentário a Solidariedade para além das portas da Real República do Rás-Teparta

  1. Maria diz:

    P’lo amor de deus, é Real Republica do Rás-Teparta. Só um hífen!!!! Obrigada

« »