TAGV reabre a 1 de junho com programa especial de cinema

Mai 25, 2020

O Teatro Académico de Gil Vicente (TAGV) reabre a 1 de junho com uma programação especial de cinema, novas regras de acolhimento do público, uma lotação reduzida (80 lugares plateia) e privilegiando a venda de bilhetes online

PartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someone

tagv.pt-dia-mundial-do-teatro-rede15-eurodram-pt
Fotografia: © Ivo Tavares

Após um período de encerramento motivado pela situação de pandemia, o TAGV anuncia oretorno à atividade pública – nos termos definidos pela Universidade de Coimbra eseguindo as novas regras para a organização deeventos culturais – exclusivamente comprogramação de cinema até ao final desta Temporada.

De 1 de junho a 2 de julho, o programa Cinema à Segunda, co-organizado com a Leopardo Filmes,desdobra-se num programa especial (duas vezes por semana, à segunda e quinta-feira, às 21h30), propondo estreias nacionais e a recuperação de clássicos do cinema europeu em cópias digitais restauradas.

O filme Mosquito (2019) de João Nuno Pintoabre o novo ciclo do TAGV, no dia reservado habitualmente ao cinema à segunda, a 1 de junho, às 21h30. A segunda longa-metragem de João Nuno Pinto, foi escrita pela sua mulher, Fernanda Polacow, e por Gonçalo Waddington. É um filme de ficção inspirado na história do avô do realizador em África, onde combateu o exército alemão, na Primeira Grande Guerra.

Esta projeção é também uma homenagem ao ator Filipe Duarte que, juntamente com João Nunes Monteiro, Sebastian Jehkul, João Lagarto, Miguel Moreira, Josefina Massango, com a participação especial do fadista Camané, interpretam o filme coproduzido entre Portugal, França, Moçambique e Brasil. Mosquito foi o filme de abertura do Festival de Cinema de Roterdão, uma presença única para o cinema português.

No novo dia da semana dedicado ao cinema, quinta-feira, 4 de junho, exibiremos o filme Vidas Duplas (2019) de Olivier Assayas, o aclamado realizador e argumentista francês. O filme, que esteve na Seleção Oficial em Competição no festival de Veneza, é “uma comédia leve e amarga que retrata a nossa época num momento de significativa transformação”.

O filme Bacurau (2019), que chegou a estarprogramado para o TAGV, é retomado neste novo ciclo dia 8 de Junho, também às 21h30. O filme brasileiro, com realização partilhada entre Juliano Dornelles e Kleber Mendonça Filho, recebeu o prémio especial do júri na edição de 2019 do Festival de Cannes. No elenco conta com Bárbara Colen, Thomas Aquino, Silvero Pereira e Sônia Braga, entre outros.

Na segunda-feira, 15 de Junho, ocorre a estreia nacional do filme que tinha sido adiada em meados de março, do realizador e argumentista francês Christophe Honoré, considerado pela crítica como o herdeiro do cinema da nouvelle vague. A comédia Quarto 212 (2019), distinguida no Festival de Cannes (Prémio Un Certain Regard Melhor Atriz) retrata o casamento de Richard e Maria que, ao fim de 20 anos, termina abruptamente. Com Chiara Mastroianni, Benjamin Biolay, Vincent Lacoste, Kolia Abiteboul, Camille Cottin e Carole Bouquet.

Os espectadores do TAGV poderão ainda (re)ver A Cidade Branca (1983). O realizador Alain Tanner reflete, mais uma vez, sobre a solidão e a inconstância, num filme em que a luz especial de Lisboa é captada de forma inesquecível pela fotografia de Acácio de Almeida. A interpretação é partilhada com elenco também português: Bruno Ganz. Teresa Madruga, Julia Wonderlinn, José Carvalho. O Filme será exibido numa nova cópia digital restaurada pelo diretor de fotografia Acácio de Almeida.

A 22 junho inicia-se a segunda fase do ciclo dedicado a um dos artistas maiores do século XX: o cineasta (e também escritor) Luis Buñuel (Espanha, 1900). O Anjo Exterminador (1962) é a sua obra-prima e o penúltimo filme que dirigiu no México, fábula feroz sobre a burguesia aprisionada pelos seus conceitos, preconceitos e ideias feitas, onde um grupo de pessoas é misteriosamente impedido de sair de uma festa. Filme em cópia digital restaurada.

No dia 25 de Junho, exibição de um dos filmes mais controversos de Stanley Kubrick, Shining (1980). Ainda que classificá-lo como terror psicológico possa ser redutivo e as ambiguidades do filme tenham dado lugar às mais diversas interpretações, a vontade de Kubrick em explorar o género é inegável. Considerado um dos mais influentes cineastas da história, realizador, argumentista, produtor e fotógrafo, Kubrick ficou conhecido pelo realismo e humor negro que caracterizam os seus trabalhos, e pela atenção que deu à construção de cenários e ao uso de música nos seus filmes. Na interpretação, Jack Nicholson, Danny Lloyd e Shelley Duvall. Filme em cópia digital restaurada.

Regressamos ao cinema de Buñuel, dia 29 de Junho com o filme O Charme Discreto da Burguesia (1972), um dos grandes sucessos do realizador, que recebeu o Óscar para o Melhor Filme Estrangeiro. Filme em cópia digital restaurada.

Fechamos este ciclo de cinema especial, e de Temporada 2019/20 com cinema europeu e o filme Querido Diário (1994) de Nanni Moretti, com exibição agendada para 2 de julho. Um misto de comédia e documentário autobiográfico, dirigido e interpretado por Nanni Moretti. Filme em cópia digital restaurada.

O TAGV recupera a sua atividade normal desde que, no dia 10 de março, no momento em que se preparava para anunciar a programação para os meses de abril a julho, foi obrigado a parar e a reagendar ou cancelar todos os eventos até ao final da Temporada (julho), em concordância com as indicações da Universidade de Coimbra e das entidades competentes.

 

TAGV

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »