Num ano atípico, com a organização estudantil em dificuldades financeiras e várias atividades em risco de não se realizarem, a Universidade de Coimbra (UC) vai apoiar a Associação Académica de Coimbra (AAC) com 240 mil euros. O contrato-programa de apoio às atividades de caráter cívico, cultural e desportivo da AAC – que este ano, em função do impacto económico da pandemia de Covid-19, se assume como um apoio direto ao funcionamento da mais antiga associação de estudantes do país – foi assinado esta semana.

O documento – rubricado pelo Reitor da UC, Amílcar Falcão, e pelo presidente da Direção-Geral da AAC, Daniel Azenha – prevê a entrega imediata de cerca de 200 mil euros à associação estudantil. A restante parcela será disponibilizada no 2.º semestre de 2020.

Estatutariamente, é missão da Universidade de Coimbra apoiar a Associação Académica de Coimbra (um dos maiores agentes culturais, desportivos e políticos da cidade de Coimbra), tanto a nível das suas secções como dos seus núcleos de estudantes. Este ano, embora o estado de emergência imposto pela pandemia de Covid-19 possa limitar a realização de parte das iniciativas culturais, desportivas e de intervenção cívicas previstas no plano de atividades da AAC, a UC mantém o seu apoio financeiro, solidária com a situação que a associação estudantil atravessa.

“Numa altura tão difícil para toda a sociedade portuguesa, não podemos deixar cair organizações históricas do nosso país. Uma dessas estruturas é precisamente a Associação Académica de Coimbra, que desempenha desde sempre um papel de tremenda relevância na afirmação dos valores da Academia de Coimbra, sendo um dos rostos mais visíveis da continuada e reputada atividade em diversas vertentes, como são claros exemplos a cultura, o desporto e a intervenção cívica. A AAC pode contar com o apoio da Universidade de Coimbra neste momento especialmente difícil que atravessamos”, afirma o Reitor da UC, Amílcar Falcão.

“A AAC tem um grande desafio financeiro pela frente, no entanto, o contrato-programa será para nós um apoio essencial para a estabilidade da nossa casa. Este apoio permitirá manter as nossas obrigações e cumprir a nossa responsabilidade social. Por outro lado, é no tempo de maior dificuldade que surgem projetos inovadores, e é por isso mesmo que a AAC continuará a trabalhar diariamente para todos os nossos estudantes”, declara o Presidente da AAC, Daniel Azenha.

Recorde-se que a Universidade de Coimbra tem assumido outras iniciativas de resposta à emergência da Covid-19, como a cedência de equipamentos informáticos para acesso ao ensino à distância a todos os alunos em situação de carência económica e a criação de uma linha de apoio emocional para a comunidade universitária – tendo também sido lançada a a plataforma UC Against Covid-19, que agrega todos os projetos de investigação e inovação da UC associados à luta contra a pandemia.

 

Rui Marques Simões

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »