A Universidade de Coimbra acaba de ser considerada a melhor instituição em Portugal e a única no top 20 mundial no cumprimento do indicador Saúde e Bem-Estar, o terceiro Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, de acordo com a segunda edição do ranking “The University Impact Rankings”, do Times Higher Education, divulgado hoje (22 de abril). Em 620 universidades de todo o mundo, a Universidade de Coimbra ocupa o 17º lugar.

Para esta classificação foi determinante o contributo da UC para o Serviço Nacional de Saúde, nomeadamente o apoio às decisões políticas governamentais na gestão da saúde, a qualidade e quantidade da formação de profissionais de saúde e iniciativas inovadoras, como o Ageing Coimbra ou a M8 Alliance. Outro elemento decisivo é o facto de a UC ser uma das poucas instituições a nível mundial a prestar serviços médicos a toda a comunidade académica.

Já no ranking global “The University Impact Rankings”, que analisa o cumprimento de todos os ODS da ONU, a Universidade de Coimbra é também a melhor instituição portuguesa e a única no top 100 mundial, ocupando a 62ª posição, em 766 instituições de todo o mundo.

De acordo com Amílcar Falcão, Reitor da Universidade de Coimbra “Sendo este o único ranking mundial que avalia o esforço das instituições de ensino superior para cumprirem o desígnio de termos um mundo melhor – e no preciso momento em que vivemos uma crise pandémica -, destacam-se especialmente as posições da UC no top 20 mundial na área da Saúde e Bem-Estar, no top 40 na luta contra a pobreza e no top 50 na inovação, valorizando em especial o apoio e o contributo da nossa instituição ao Serviço Nacional de Saúde.”

Além do ODS 3, sobre Saúde e Bem-estar, a Universidade de Coimbra foi também a instituição portuguesa a liderar o ODS 14, sobre a Vida Marítima (33ª posição em 242), o ODS 1, sobre a Erradicação da Pobreza (38ª posição em 372) ou o ODS9, relacionado com a Indústria/Inovação/Infraestruturas (41º lugar em 494).

No que diz respeito ao ODS 9, relacionado com Indústria/Inovação/Infraestruturas, foi fundamental a colaboração existente com a indústria, o número de spin-offs criadas, que contribuiu para a atual liderança da UC em Portugal nos pedidos de registos de invenções e a receita proveniente da investigação, como é exemplo o programa Horizonte 2020, onde a UC liderou o financiamento competitivo angariado entre 2014 e 2020.

Este foi o primeiro ano em que a Universidade de Coimbra participou no University Impact Ranking, do Times Higher Education, sendo que a primeira edição teve lugar no ano passado.

O University Impact Ranking tem como objetivo medir o sucesso global das universidades no cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Para este ranking, é analisada a forma como a investigação, o ensino e a gestão das instituições contribuem para o alcance dos ODS definidos pelas Nações Unidas, constituindo-se como o único instrumento mundial de avaliação destes compromissos.

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »