Academia

Abertas as candidaturas para o DigitALL, o novo apoio social para os estudantes da UC

24 março, 2015≈ 4 mins de leitura

© UC | Marta Costa

Estão abertas as candidaturas para um novo apoio social, o DigitAAL. A partir de 24 de março e até 15 de abril os Serviços de Ação Social da Universidade de Coimbra (SASUC) estão a aceitar candidatos ao novo programa que devem realizar a inscrição exclusivamente através do formulário online que se encontra disponível na página dos SASUC.

De acordo com os SASUC, DigitALL significa “Apoio Social e Inclusão Digital”. Ao contrário de outros apoios disponibilizados, o DigitALL é “de alguma forma inovador”, conta a administradora dos SASUC. Para Regina Bento, a novidade é que “desta vez, não é uma bolsa em dinheiro para pagamento de propinas, mas é um apoio em forma de equipamento que é cada vez mais fundamental para os alunos do Ensino Superior concluírem os seus cursos”.

É cada vez mais difícil um aluno do Ensino Superior sobreviver sem um portátil

O programa vai atribuir, a cada estudante selecionado, um computador portátil, de valor aproximado de 400 euros, enquanto ferramenta de suporte aos projetos educativos e curriculares dos estudantes da UC. “Hoje em dia, tudo é feito de forma online”, acrescenta Regina Bento, “desde as inscrições e até no acesso a materiais pedagógicos”. “É cada vez mais difícil um aluno do Ensino Superior sobreviver sem um portátil. E é essa a grande vantagem”, conta a administradora dos SASUC. No caso de estudantes com necessidades educativas especiais, os equipamentos serão capacitados com tecnologia adaptada, caso se revele necessário.

O apoio surge através do Programa Montepio Incentivo Superior e visa apoiar exclusivamente estudantes do primeiro ciclo da UC, independentemente da frequência ou não do mestrado integrado. Os candidatos devem apresentar, de forma comprovada, necessidades educativas especiais ou efetivas carências socieoeconómicas. Para além disso devem mostrar que não têm acesso a outros sistemas de apoio social.

 

Candidaturas para o Fundo de Apoio Social também estão abertas

 

Dirigido para dar apoio a estudantes não bolseiros no pagamento de propinas, o Fundo de Apoio Social (FAS) da UC dispõe, este ano, de 300 mil euros, financiados por receitas próprias da UC. O objetivo é permitir que um maior número de estudantes carenciados possa atenuar eventuais dificuldades na permanência na universidade e obter sucesso escolar. As candidaturas também começaram a 24 de março mas o prazo vai até 30 de abril.

Queremos captar essencialmente os estudantes que não foram elegíveis para bolsa e mesmo assim são muito carenciados

Um apoio já “tradicional” que os SASUC disponibilizam e que mantém as mesmas regras do ano lectivo passado. Regina Bento recorda que o ano passado “foram feitas alterações ao regulamento que foram aprovadas pelo conselho de ação social e que trouxeram inúmeras vantagens aos estudantes”. “Nomeadamente em termos dos dois escalões e as novas regras de análise do aproveitamento escolar”, destaca a administradora dos SASUC.

O FAS engloba dois escalões – o primeiro compreende os estudantes cujo rendimento do agregado familiar per capita mensal seja inferior a 300 euros. Já o segundo escalão engloba os estudantes cujo rendimento do agregado familiar per capita mensal se inclua entre os 300 e cerca de 640 euros. O apoio, para o primeiro escalão, corresponde à totalidade do valor das propinas de cursos de licenciatura – o que equivale a 1067,85 euros. Este ano as regras mantêm-se. “Queremos captar essencialmente os estudantes que não foram elegíveis para bolsa e mesmo assim são muito carenciados”, acrescenta Regina Bento. Mais informações sobre o FAS podem ser encontradas aqui

Partilhe