Institucional

Faculdade de Ciências e Tecnologia da UC - 249 anos a superar desafios

Durante a cerimónia , foram apresentados projetos de investigação da FCTUC e foram também entregues menções honrosas a docentes, investigadores, estudantes e funcionários da Faculdade.

12 outubro, 2021≈ 2 mins de leitura

© UC | Paulo Amaral

O último cerca de ano e meio de pandemia e ensino a distância e híbrido “alterou a forma como todos abordamos o ensino”. A Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC) não é exceção e “está a reaprender a funcionar”.

De acordo com o diretor da FCTUC, Paulo Oliveira, “houve alguns aspetos positivos” e a pandemia “deixa algumas marcas na forma como vamos continuar a proceder ao ensino e à lecionação das aulas para o futuro”. No entanto, na altura em que a FCTUC assinala 249 anos, o responsável também acredita que “muitas opiniões que diziam que o futuro era a distância” mudaram “substancialmente”. De acordo com Paulo Oliveira, o último ano e meio “deixou óbvio que o ensino tem uma componente presencial fortíssima”. “O que não quer dizer que não haja recursos com base digital que são uteis e que seguramente vão perdurar na nossa atividade”, acrescenta.

Com desejos para o aniversário, Paulo Oliveira adianta que “gostaria de reforçar ainda mais a imagem que temos, e a visibilidade da investigação que aqui é produzida”. O responsável defende que a investigação com marca FCTUC “está rigorosamente na crista da onda a nível mundial” e é importante que “a imagem seja mais visível e que ajude na captação de novos e bons estudantes”.

O diretor sublinha ainda a importância de “capacidade de rejuvenescimento de pessoal, docente e não docente” no futuro. De acordo com Paulo Oliveira, “uma instituição não funciona se não houver pessoas”.

Com a faculdade perto de celebrar 250 anos, Paulo Oliveira recorda que é necessário, “para além das comemorações e de salientar o impacto histórico”, nacional e internacional de uma data redonda, a FCTUC vai aproveitar para refletir na forma como a faculdade “se organiza e interage dentro das suas próprias subunidades, assim como esse conjunto se encaixa na própria organização da UC”. “Esta é uma reflexão que já se iniciou e que será aprofundada durante este ano”, acrescenta o diretor.

"A FCTUC amadureceu nestes 249 anos", adiantou ainda a presidente da Assembleia da Faculdade, Constança Providência. "E conseguiu propor constantemente soluções eficientes e inovadoras a uma escala global", referiu a responsável durante a cerimónia.

Constância Providência destacou a multidisciplinaridade como uma ferramental fundamental para a faculdade e para os alunos "que saem daqui com uma formação capaz de dialogar, que extravasa as paredes da FCTUC".

Também o Vice-Reitor para a Inovação e Empreendedorismo, Luís Simões da Silva, realçou o papel da digitalização no presente e futuro da instituição. "O esforço feito pelos serviços vai facilitar a comunidade, também a nível da faculdade e cursos", afirmou. No entanto, Luís Simões da Silva alertou para a necessidade de "maior investimento" na área. "Todos têm de desenvolver competências necessárias e essenciais para acompanhar a evolução muito rápida neste sector", referiu.

Reveja a cerimónia do Dia da FCTUC 2021, aqui:

Partilhe