Cultura

Mimesis 2022: Como faz a Primavera e o poder transformador da memória

O espetáculo tem lugar a 25 de maio pelas 21h30 no Teatro Loucomotiva em Taveiro.

23 maio, 2022≈ 2 mins de leitura

© Cláudia Morais

Como faz a Primavera fala do "poder transformador da memória, assumindo que o passado e as suas memórias agregam um valor ao presente e se projetam para o futuro", explica Patrícia Mendonça, coordenadora da vertente de Teatro do Grupo de Etnografia e Folclore da Academia de Coimbra (GEFAC).

É uma história “muito simples, mas muito humana”, sublinha Patrícia Mendonça. “Ele fala sobre a memória e sobre a história de todos nós”. O espetáculo é composto pelas três vertentes do GEFAC: teatro, música e dança. Ao todo são cerca de 17 integrantes, entre atores, músicos e cantores.

O espetáculo foca no eterno recomeço “porque é nos ciclos anteriores que encontramos os passos do novo ciclo”, afirma a coordenadora.

"Como grupo etnográfico, o GEFAC procura dar às suas produções um "chão" que é como quem diz o contexto e as manifestações que compõem a memória coletiva", sublinha a coordenadora. Um dos grandes desafios do grupo é "evitar meramente a representação das manifestações culturais, mas antes a sua reinterpretação, propondo-se a questionar, a subverter se necessário e partilhar com o público algo muito mais imaterial, o seu sentir", conclui Patrícia Mendonça.

Coordenado por Patrícia Mendonça e Amábile Bezinelli, o espetáculo Como Faz a Primavera tem lugar a 25 de maio no Teatro Loucomotiva em Taveiro às 21h30.

Os bilhetes estão disponíveis na bilheteira do Teatro Loucomotiva, com um valor de 5€.

Partilhe