Cultura

Projeto liderado pela Universidade de Coimbra recebe apoio de 200 mil euros

Bridging Musical Heritage dedica-se ao estudo do património musical nacional.

26 maio, 2022≈ 2 mins de leitura

© DR

Recuperar e fazer ouvir raros manuscritos de música dos séculos XVI e XVII guardados na Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra é a finalidade do projeto que mereceu o apoio de 200 mil euros do Europa Criativa 2021.

Bridging Musical Heritage: Shaping creativity today by reconnecting cultures from the past, liderado pela Universidade de Coimbra (UC), nasce do projeto Mundos e Fundos que, nos últimos 10 anos, estuda e explora o reportório musical português.

“Nós tínhamos realmente muito material já bastante maduro para concorrer a um programa Europeu que é sobretudo destinado à atividade criativa”, revela Paulo Estudante, investigador responsável pelo projeto.

O projeto vai funcionar em redes com parceiros nacionais (O Bando de Surunyo, Capella Sanctae Crucis, Artway – Culture & Arts) e parceiros internacionais (Universidad de Valladolid, Conservatoire National Supérieure de Musique et Danse de Lyon, Festival de Musica Antigua de Úbeda y Baeza, La Danserye, Los Afectos Diversos).

“O que nós vamos fazer é sobretudo concertos e residências artísticas com a criação de novos programas musicais fora de Portugal” adianta o investigador. Uma “oportunidade única” para dar a conhecer o “emblema Universidade de Coimbra” e todo o seu património musical no espaço europeu.

Bridging Musical Heritage vai culminar na cidade de Coimbra, em 2024, com um concerto que reunirá todos os parceiros envolvidos, “num grande concerto com todo esse material que podemos construir e amadurecer ao longo destes dois anos do projeto”, conclui Paulo Estudante.