Institucional

UC celebra Dia Mundial da Língua Portuguesa

Casa da Lusofonia recebeu conferência comemorativa do Dia Mundial da Língua Portuguesa.

05 maio, 2023≈ 2 mins de leitura

“É através da Língua Portuguesa que a Universidade de Coimbra se afirma no presente e para o futuro”, recorda o Vice-Reitor da Universidade de Coimbra (UC) para as Relações Externas e Alumni, João Nuno Calvão da Silva. Razão pela qual a UC não podia deixar de assinalar a efeméride. A Casa da Lusofonia foi o ponto de encontro para um debate que procurou refletir sobre o atual papel da língua portuguesa.

“Não é apenas um ativo que valorizamos por razões históricas e afetivas”, defende o também Presidente da Associação das Universidades de Língua Portuguesa. “Isso é muito importante, mas pragmaticamente tem de ser encarado como uma mais-valia que nos distingue das outras universidades no mundo”, afirma João Nuno Calvão da Silva.

O Dia Mundial da Língua Portuguesa foi institucionalizado em 2019, “um reconhecimento justo e devido”, segundo o Presidente da União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa, Vítor Ramalho.

“A língua portuguesa é uma das línguas mais faladas à escala planetária”, lembra. “Não se limita a ser uma língua materna em Portugal”, acrescenta o responsável, é “também uma língua usada como instrumento económico” e importante no domínio cultural. Entre os países de língua oficial portuguesa, “o cruzamento e entrecruzamento de culturas que os povos fizeram ao longos dos séculos” resultou em identidades próprias “como o fado ou o samba”, explica.

A conferência, moderada pelo jornalista Eduardo Oliveira e Silva, contou também com a participação do presidente da Associação Académica de Coimbra (AAC). “A língua portuguesa é um elemento de união de povos e de combate à desigualdade”, afirma João Caseiro, “permite ser um eixo crucial à mudança e ao progresso”.