Eventos

Universidade de Coimbra promove conferência evocativa do centenário da morte de António Cândido

“António Cândido como académico da Universidade de Coimbra” é o tema da conferência de evocação do político e intelectual português, que será proferida por Rui de Figueiredo Marcos, esta quarta-feira (18), na Sala do Senado

17 janeiro, 2023≈ 3 mins de leitura

A Universidade de Coimbra (UC) organiza amanhã (quarta-feira, 18) uma conferência evocativa do político e intelectual António Cândido (1850-1992), antigo estudante e docente da instituição. A iniciativa – integrada no programa oficial de atividades de Evocação do Conselheiro António Cândido por ocasião do Centenário da sua morte – decorre a partir das 15h00, na Sala do Senado da Reitoria da UC.

“António Cândido como académico da Universidade de Coimbra” é o tema da conferência que será proferida por Rui de Figueiredo Marcos, Professor Catedrático da Faculdade de Direito da UC, após discursos de abertura do Vice-Reitor da UC para as Relações Externas e Alumni, João Nuno Calvão da Silva, e do Presidente da Comissão Organizadora da Evocação do Conselheiro António Cândido por ocasião do Centenário da sua morte, Luís Leite Ramos. O encerramento fica a cargo do Pro-Reitor da UC para a Saúde e a Bioética, José Pedro Figueiredo.

António Cândido Ribeiro da Costa nasceu em Fridão, no concelho de Amarante, a 29 de Março de 1850 e faleceu em Candemil, no mesmo concelho, a 24 de Outubro de 1922. Depois de cursar Teologia no Seminário Conciliar de S. Pedro de Braga, licenciou-se pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra em 1877, tendo-se doutorado no ano seguinte e ascendido a Lente Substituto em 1881 e a Professor Catedrático de Direito Penal uma década depois. Desempenhou os principais cargos institucionais do País: deputado, par do Reino, ministro, conselheiro de Estado e procurador-geral da Coroa e Fazenda. Foi membro do Instituto de Coimbra, vice-presidente da Academia Real das Ciências, e recebeu, como distinções honoríficas, a grã-cruz da Ordem de Sant’Iago do Merecimento Científico, Literário e Artístico e as insígnias da Ordem de Carlos III de Espanha.

As iniciativas evocativas do centenário da morte do político e intelectual português estão a decorrer entre outubro de 2022 e outubro de 2023.

Partilhe