Cultura

X Festival Internacional de Polifonia Portuguesa realiza-se em julho

A Universidade de Coimbra recebe, a 9 de julho, o seminário "O Barroco e a Polifonia em Portugal".

25 junho, 2022≈ 3 mins de leitura

No próximo dia 9 de julho, a Capela do Departamento de Arquitetura da Universidade de Coimbra (Colégio das Artes), recebe, a partir das 14h00, o seminário "O Barroco e a Polifonia em Portugal". A sessão insere-se no Festival Internacional de Polifonia Portuguesa.

A inscrição no seminário é gratuita, mas obrigatória através do site: https://www.cupertino.pt/musica/festival-internacional-de-polifonia-portuguesa/seminario/.

A Fundação Cupertino de Miranda lançou, em 2011, o Festival Internacional de Polifonia Portuguesa (FIPP), o qual faz parte da sua programação anual. Devido à conjuntura causada pela pandemia de Covid-19, o FIPP sofreu um interregno entre 2020 e 2021. Regressa em 2022 para a décima edição do Festival, com objetivos de promoção da música polifónica dos séculos XVI e XVII, e de divulgação da história e arquitetura dos espaços por onde este passa, com ligações intrínsecas ao período do Barroco.

Este ano as cidades de Aveiro (Igreja das Carmelitas), Braga (Basílica do Bom Jesus do Monte), Coimbra (Capela Departamento de Arquitetura da Universidade de Coimbra), Alcobaça (Mosteiro de Santa Maria de Coz), Mirandela (Igreja da Misericórdia de Mirandela), Vila Nova de Famalicão (Igreja do Mosteiro de Santa Maria de Landim), Amarante (Igreja de São Gonçalo) e Porto (Igreja de São Lourenço (Grilos)) acolhem o Festival.

A programação completa inclui concertos, visitas guiadas e seminários que são um motivo de promoção da cultura nacional. Em cada edição do FIPP é publicado um livro bilingue, em português e inglês, sendo já uma referência para estudiosos da música polifónica portuguesa e da arquitetura barroca.

Mais informações em cupertino.pt.

Partilhe