Tempo de encontro também em revista

Fev 11, 2015

PartilheShare on FacebookTweet about this on TwitterEmail this to someone

via latina foto
As edições da revista Via Latina têm o mesmo tema da Semana Cultural da UC
Fotografia: © UC | Marta Costa

A revista Via Latina, da Secção de Jornalismo da Associação Académica de Coimbra (SJ/AAC), está a receber submissões de trabalhos para a próxima edição até 28 de fevereiro. O tema de 2015 é, como é habitual, o tema da Semana Cultural da Universidade de Coimbra (UC): Tempo de Encontros.

“A Via Latina é mais do que um fórum de discussão de ideias”, explica um dos diretores da revista. Paulo Sérgio Santos conta que o tema parte da Semana Cultural mas “vai mais além”. “Não nos cingimos a encontros nem ao tempo. Fomos aos desencontros porque nos parece que a atualidade é muito feita disso também”, conta. Esta desconstrução “parte da necessidade de fazer algo diferente, que é aquilo porque a Via Latina sempre batalhou – em ser uma revista diferente”, adianta o diretor.

A Via Latina é mais do que um fórum de discussão de ideias

Dentro dos desencontros, o responsável pela revista chama a atenção para a procura de trabalhos em duas vertentes. Por um lado, “o texto académico ou jornalístico, por outro, uma vertente mais artísticas, com trabalhos que podem ser fotográficos, de design ou escrita criativa, em prosa ou poesia”. Paulo Sérgio Santos refere ainda alguns dos desencontros que a equipa sugere aos participantes. “Os motivados pela tecnologia da qual praticamente não abdicamos, os desencontros da forma de pensar, como é a questão da primavera árabe ou a nível da cultura e da religião”.

Também a academia e a Universidade podem ser incluídos no paradoxo dos encontros/desencontros. O diretor da Via Latina destacou também “a questão das crises académicas” e do que considera estar muito visível na AAC “como a inexistência de pessoas nas secções ou a falta de cultura cívica e académica”, que, de acordo com Paulo Sérgio Santos, “acaba por ser um desencontro com o que a universidade tem para oferecer”.

“Também há os desencontros geracionais, das pessoas que vão para sítios diferentes, para países diferentes, ou os desencontros económicos, por causa da crise”, são muitos os temas que a direção da revista propõe aos interessados. “A própria palavra «encontro» dá para encontrar ideias engraçadas e é um tema que se pode descobrir”, acrescenta Paulo Sérgio Santos.

Redes Sociais

Os comentários estão fechados

« »